O Macaco do Rabo Cortado em Cena no Auditório do Museu Nacional do Teatro em Lisboa

macaco_rabo_cortado2015-011[dropcap]A[/dropcap]s aventuras e as desventuras do macaco que queria parecer um menino, podem agora ser vistas, no Auditório do Museu Nacional do Teatro e da Dança, nos próximos fins de semana de dezembro.

O Macaco do Rabo Cortado conta a estória de um macaco que queria parecer um menino e por isso só faz disparates atrás de disparates, a começar por mandar cortar o rabo. Inspirado num conto tradicional imortalizado por António Torrado, esta versão é da autoria de Philippe Leroux (que adaptou o texto e também encenou a peça).

Nesta estória, o Macaco constantemente insatisfeito com aquilo que tem, toma decisões precipitadas, sem nunca medir as consequências, e acaba sempre por se arrepender a seguir. Nestas suas aventuras, o pequeno macaco que queria parecer um menino, vai cruzar-se com um Barbeiro de grandes bigodes, uma Peixeira, um Alfaiate e até com uma Padeira muito trabalhadora, com quem dá início a uma sequência de trocas, sem nunca ficar satisfeito, tentando sempre reverter os acontecimentos.

“De mãos a abanar é que sabe bem passear … !”

[satellite auto=on caption=off thumbs=on]

 

Alegre, bem disposto e também didático, O Macaco do Rabo Cortado conta com as interpretações de Paula Manso (Menina, Peixeira, Velhote), Paula Testa (Barbeiro e Senhora), Philippe Leroux (Menino, Padeiro e Alfaiate) e Rita Ruaz no papel do Macaco. A produção é do Teatro da Raposa.

A peça está classificada para maiores de 4 anos e pode ser vista no Auditório do Museu Nacional do Teatro e da Dança, nos dias 5, 13 e 19 de dezembro, às 16h00.

Os bilhetes podem ser adquiridos no local (ou mediante reserva telefónica) e custam 5 euros para as crianças e 6 euros para os adultos.

Por Elsa Furtado (Texto e Fotos)

 

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.