O Bando Apresenta Purgatório No D. Maria II

O Bando traz até ao Teatro Nacional D. Maria II a peça Purgatório – A Divina Comédia, que vai estar em cena na Sala Garrett, de 14 a 24 de novembro.

O Purgatório é a segunda parte da d’A Divina Comédia de Dante Alighieri, que o Bando apresenta, com encenação de João Brites, texto de Dante Alighieri e tradução de Sophia de Mello Breyner Andresen.

Em palco vão estar Fernando Luís, Nélson Monforte, Rita Brito, Sara Belo e 40 coralistas do Coro Setúbal Voz.

Em Purgatório, Dante viaja ao longo de três manhãs, três tardes e três noites, numa espécie de local intermediário. E muitas pessoas caminham, passam como uma multidão de estrelas ou um rebanho assustado que procura alguma divindade a quem venerar. Uma manada subjugada que ama a autoridade. Uma matilha insubmissa que se manifesta e se revolta.

Uma pessoa viaja sem sair do lugar. Muitas pessoas caminham sem saber viajar. Dante ama as pessoas mas não conhece a humanidade. Dante ama a humanidade mas não conhece as pessoas. E Dante viaja ao longo de três manhãs, três tardes e três noites. E muitas pessoas caminham, passam como uma multidão de estrelas. Um rebanho assustado que procura alguma divindade a quem venerar. Uma manada subjugada que ama a autoridade. Um conjunto de distraídos e miseráveis que ouvem o tilintar das moedas e aceitam o sistema. Uma matilha insubmissa que se manifesta e se revolta.

Muitas pessoas todas juntas. O que somos? Somos sombras. E assim, juntos, aqui, nos rimos e falamos e formamos os prantos e os suspiros que podem por toda a terra ser ouvidos.

Purgatório é uma coprodução com o Teatro Nacional D. Maria II, o Coro Setúbal Voz e o Fórum Municipal Luísa Todi / Câmara Municipal de Setúbal.

As sessões têm lugar às quartas e sábados às 19h00, às quintas e sextas às 21h00, e domingo às 16h00. No dia 17 novembro vai ser possível conversar com os artistas após o espetáculo.

Os bilhetes estão à venda no local e online e custam entre 9 e 16 euros.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.