Um século de história da Máfia, por Eric Frattini

Do autor de Mossad – Os Carrascos do Kidon, Eric Frattini, chega-nos agora Um século de história da Máfia, uma análise bem documentada sobre esta sociedade criminosa secreta, que se expandiu para o Leste dos Estados Unidos a partir das vagas de migração italiana, nas últimas décadas do século XX.

 

 

 

A Cosa Nostra vem antes de qualquer outra coisa na vida. Antes da família, antes do país, antes de Deus.
«A Máfia descobriu a América nas últimas décadas do século XIX, quando os mafiosi que se juntaram às vagas de imigração italiana deste período se depararam com um mar de possibilidades para as suas ocupações tradicionais. O seu (da América) governo, as suas leis, os seus tribunais e as suas forças policiais não estavam preparados para combater a guerra que se avizinhava e que se manteria por pouco mais de um século, fazendo milhares de mortos, vítimas das centenas de pequenas batalhas que decorriam em becos escuros, bares ou casinos.
Al Capone, J. Edgar Hoover, Lucky Luciano, a Lei Seca são apenas algumas das referências de cem anos de história, protagonizada pelas 28 famíglias da Cosa Nostra.
  
Texto do discurso de admissão para a Cosa Nostra: Estamos aqui reunidos para aceitar um novo membro. Entra, agora, na Honorável Sociedade da Cosa Nostra, a qual não acolhe senão leais e valorosos homens. Tu entras vivo e sairás morto. A pistola e o punhal são os instrumentos através dos quais vives e morres. Na tua vida, a Cosa Nostra vem em primeiro lugar. Antes da família, antes do teu país, antes de Deus. Deves acorrer-lhe assim que fores chamado, mesmo se a tua mãe, a tua mulher ou os teus filhos estiverem no seu leito de morte. Existem duas leis às quais deves obedecer sem restrição: nunca trairás os segredos da Cosa Nostra e nunca violarás ou tocarás na mulher ou nos filhos de outro membro. A violação de uma destas leis acarreta a morte sem julgamento, sem aviso. Ergue o teu dedo para fazer correr uma gota de sangue, pois este simboliza o teu nascimento na nossa família. Doravante seremos um até à morte. Agora, tu és um verdadeiro homem, um amico nostro, um soldato della famíglia.

Eric Frattini nasceu em Lima, Peru, em 1963. É autor de mais de uma dúzia de livros, traduzidos para diversas línguas. Ensaísta, jornalista, professor universitário, guionista de televisão e escritor, foi correspondente e trabalhou com diversos órgãos de comunicação no Médio Oriente. Perito da União Europeia no âmbito de Segurança e Inteligência, Terrorismo Islâmico e Crime Organizado, tem sido consultor de vários serviços de inteligência internacional e forças policiais em diversos países.

Um século de história da Máfia, por Eric Frattini, com a chancela da Bertrand, do Género Ensaio, com tradução de Pedro Carvalho, com 392 páginas e à venda pelo preço de 17,70 euros.

Texto de Clara Inácio 

Deixar uma resposta