Sextante Editora publica As Águas Livres de Teolinda Gersão

As_aguas_livresAs Águas Livres, um livro de Teolinda Gersão sob a chancela da Sextante Editora é um livro que se encontra entre a realidade e a criação literária, uma obra repleta de cruzamento de géneros literários que oscilam entre diários, observações e microcontos, mas que não deixa de apresentar uma reflexão profunda sobre a vida e a literatura.

A autora revela, neste livro, algumas pistas sobre o seu próprio processo criativo e o modo como o seu olhar transporta o quotidiano, o dia-a-dia, para o mundo da ficção.

São Cadernos espelhados uns nos outros, de algum modo autónomos, embora estejam interligados. Vêm de vários tempos, circunstâncias e lugares, como já acontecia em CADERNOS I – Os guarda-chuvas cintilantes, podem encaixar-se como matrioscas ou fugir em todas as direções como fagulhas. Formarão, eventualmente, no fim, uma constelação? Não tenho nenhuma certeza. Até porque nunca os poderei dar por terminados, serão sempre um contínuo interrompido, folhas de papel à solta, voando ao sabor do vento, que não me obedecem nem se deixam prender por mim. Pedaços de mundo em que tropeço como se tropeçasse em pedras, que não têm outro sentido para além de existirem, puro acontecer, em estado bruto.

Teolinda Gersão depois de uma vida académica passou, a partir de 1995 a dedicar-se exclusivamente à escrita literária. É autora de 12 livros de ficção, traduzidos em 11 línguas. Foram-lhe atribuídos os seguintes prémios: por duas vezes o Prémio de Ficção do PEN Clube (O Silêncio, 1981, e O cavalo de sol, 1989), o Grande Prémio de Romance e Novela da APE (A Casa da Cabeça de Cavalo, 1995), o Prémio Fernando Namora (Os Teclados, 1999), o Grande Prémio do Conto Camilo Castelo Branco (Histórias de Ver e Andar, 2002), o Prémio Máxima de Literatura (A Mulher que Prendeu a Chuva e Outras Histórias, 2008), o Prémio da Fundação Inês de Castro (2008). O seu romance mais recente é A Cidade de Ulisses (Sextante Editora, 2011)

O lançamento de As Águas Livres realiza-se amanhã, dia 16 de maio, pelas 18h30, no Grémio Literário, em Lisboa, e a apresentação será feita pelo Dr. Guilherme d’Oliveira Martins.

As Águas Livres, de Teolinda Gersão, com 176 páginas, á venda por 15,50 euros.

Texto de Sandra Dias

Deixar uma resposta