Oeiras rendeu-se aos encantos de Pablo Alborán no Cool Jazz Fest

Por Vânia Marecos (Texto e Fotos)

No penúltimo dia do EDP Cool Jazz Fest, Pablo Alborán encheu o Jardim Marquês de Pombal em Oeiras. Fãs portuguesas e espanholas (e ainda de outras nacionalidades, mas que em menor número) aguardavam a entrada do cantor, que logo na primeira música as presenteou com o tema “Perdóname”.

Cantando afinadas as músicas que já sabem de cor, foi com sentimento que acompanharam as baladas “Solamente Tú” ou “Desencuentro” e com energia que dançaram ao som de ““Volver a empezar” e “Caramelo”.

Durante toda a atuação se ouviram gritos de incentivo que rompiam por entre as palmas quer em português quer em castelhano.

No encore acompanhado por Carminho e por Luís Guerreiro (guitarra portuguesa) surgiu novamente o tema “Perdóname”. A fadista portuguesa ainda complementou a sua participação com o tema “Alfama”, uma ligação ibérica que justifica em pleno a afirmação de Pablo Alborán: “A musica não tem barreiras nem fronteiras”.

Deixar uma resposta