O Comboio da Madrugada sobe à cena do TNDMII

O TNDM II apresenta O Comboio da Madrugada, com encenação de Carlos Avilez e Eunice Muñoz como protagonista, no ano em que se assinala os 70 anos de carreira da atriz. O Comboio da Madrugada é obra do dramaturgo norte-americano Tennessee Williams, vencedor do Prémio Pulitzer. É uma produção do Teatro Experimental de Cascais, que marca o regresso de Carlos Avilez à Sala Garrett do TNDM II.

O Comboio da Madrugada estreou nos Estados Unidos em 1963 e conta a história do encontro entre a milionária excêntrica e decadente Flora Goforth, interpretada por Eunice Muñoz, uma antiga artista de variedades, e o jovem poeta Chris Flanders, interpretado por Pedro Caeiro, apelidado de “Anjo da Morte”, que tem por hábito visitar velhas senhoras nos últimos momentos das suas vidas.

O Comboio da Madrugada conta ainda com interpretações de Lia Gama, Carlos Reiriz, Henrique Carvalho, Lídia Muñoz, Renato Pino, Ricardo Alas, Rita Cabaço e Sérgio Silva. A peça estará em cena de 10 de maio a 17 de Junho.

Texto de Clara Inácio e fotografia gentilmente cedida pelo TEC

Deixar uma resposta