Mostra de Teatro do Brasil continua no Teatro Nacional D. Maria II em Lisboa

A sexta semana da Mostra de Teatro do Brasil continua a decorrer no Teatro Nacional D. Maria II. Amanhã às 11h00 haverá a apresentação de um espetáculo dedicado aos mais novos, na Sala Estúdio: A Peleja do Violeiro Magrilim com a formosa princesa Jezebel, com texto e música de Fábio Sombra e produção da Companhia Costurando Histórias. Aqui são contadas histórias de amor e bravura, trazendo à cena o encanto dos grandes clássicos da literatura de cordel.

Também hoje e amanhã estará em cena na Sala Garrett às 21h00 a célebre obra de Reginald Rose, Doze Homens e uma sentença, em que doze jurados decidem se condenam ou não à morte na cadeira elétrica um jovem acusado de assassinar o pai.

Nos dias 8 e 9 de dezembro, às 21h00 e 16h00 respetivamente, poder-se-á assistir na Sala Garrett ao espetáculo Oxigénio, de Ivan Viripaev, construído em torno da fábula de Saniok e que fala sobre religião, política, sociedade e humanidade. Conta no elenco com Patrícia Kamis e Rodrigo Bolzan. Nos mesmos dias, 8 de dezembro às 21h15 e 9 de dezembro às 16h15, mas na Sala Estúdio, A Mulher que Escreveu a Bíblia, obra de referência de Moacyr Scliar que recebeu no ano 2000 o Prémio Jabuti. Fala da história de uma mulher dos nossos dias que descobre, através de uma terapia de vidas passadas, a sua identidade ancestral.

Os bilhetes variam entre os 8 e os 12 euros.

Texto de Joana Resende

Deixar uma resposta