Litoral Alentejano é a região anfitriã da eleição das 7 Maravilhas – Praias de Portugal®

Por Clara Inácio e Elsa Furtado

A Costa Alentejana, mais concretamente Tróia e o Concelho de Grândola são a região anfitriã das  7 Maravilhas – Praias de Portugal® , num anúncio feito hoje em conferência de imprensa da iniciativa, na referida península do distrito de Setúbal, que visa promover as praias nacionais, que ocupam cerca de 2750 km da costa portuguesa, preservando a beleza e unicidade de cada uma e a “identidade nacional”.

Para o final do mês – dia 27 de fevereiro, está guardada a divulgação da lista com as 70 praias pré-finalistas, escolhidas por 70 especialistas, com a selecção de dez concorrentes em cada uma das sete categorias, de onde depois vai sair a lista dos 21 finalistas, com três concorrentes por categoria, escolhidos por um painel de 21 personalidades notáveis, e divulgada em maio, data do início da votação pública, que apurará as 7 praias maravilhas, uma em cada categoria.

A votação pública decorre entre 7 de Maio e 7 de Setembro, até ás 14h00 e pode ser realizada através de SMS, chamada telefónica, internet  e Facebook, os vencedores serão anunciados no dia 8, numa gala em direto de Tróia, transmitida pela RTP e mais uma vez apresentada por Catarina Furtado e José Carlos Malato.

“A eleição das 7 Maravilhas – Praias de Portugal® centra-se em três eixos estratégicos: Ambiente, Turismo e Mar, e pretende “promover as praias nacionais, de forma a preservar a sua beleza e unicidade”, segundo salientou Luís Segadões, responsável pela iniciativa, hoje na conferência de imprensa.

As 7 categorias são: Praias de Rios, Praias de Albufeiras e Lagoas, Praias Urbanas, Praias de Arribas, Praias de Dunas, Praias Selvagens e Praias de Uso Desportivo. Os critérios utilizados também são sete e são: Beleza da praia, Qualidade da água e Limpeza da praia, Estado de conservação dos sistemas naturais (fauna e flora) e sistemas edificados, Serviços prestados aos utentes da praia, Espaços públicos de qualidade, Preservação da Identidade Local e as Condições naturais para a prática desportiva.

A organização divulgou ainda que foram apresentadas a concurso 327 candidaturas, tendo sido consideradas elegíveis 296, distribuídas pelas categorias: Praias de Rios (36), Praias de Albufeiras e Lagoas (20), Praias Urbanas (70), Praias de Arribas (51), Praias de Dunas (52), Praias Selvagens (40) e Praias de Uso Desportivo (27).

As 296 candidatas estão distribuídas pelas diversas regiões do país, sendo 77 do Algarve; 46 da Beira Litoral; 44 da região de Lisboa e Setúbal; 28 da Estremadura e Ribatejo; 27 do Alentejo; 25 de Entre Douro e Minho; 20 dos Açores; 15 da Beira Interior; 10 da Madeira e 4 Trás-os-Montes e Alto Douro e entre elas encontram-se as praias da Fajã da Caldeira de Santo Cristo e dos Cubres; Praia da Lagoa de Santo André; Praia Fluvial de Piódão; Praia da Aberta Nova; Praia de Odeceixe; Berlenga; Praia de São Pedro de Moel; Adraga; Magoito; Praia da Areia Branca; Praia da Armona; Praia da Ilha de Tavira; Lagoa de Óbidos; Praia do Guincho; Praia Fluvial da Vila de Pampilhosa da Serra; Praia do Guincho; Praia de Mira e Praia de São Pedro de Moel, entre outras.

A iniciativa conta com o apoio institucional do Ministério da Agricultura, Mar, Ambiente e Ordenamento do Território, da Marinha Portuguesa e a RTP é a televisão oficial.

Deixar uma resposta