Leviathan venceu o Prémio Cidade de Lisboa do IndieLisboa 2013

leviathanO Grande Prémio de Longa Metragem Cidade de Lisboa, no âmbito da Competição Internacional do Festival IndieLisboa 2013 que terminou este fim-de-semana, foi atribuído a Leviathan, de Lucien Castaing-Taylor e Véréna Paravel, que junta o Reino Unido, os E. U. A. e França.

O júri foi constituído por Dennis Lim, Leonor Silveira e Gerwin Tamsma. Já o Grande Prémio de Curta Metragem pertence a Da Vinci, de Yuri Ancarani, originário de Itália, atribuído pelo júri composto por Graeme Cole, Inês Nadais e Tess Renaudo.

Na Competição Nacional, o Prémio Digimaster para Melhor Longa Metragem Portuguesa foi atribuído a Lacrau, de João Vladimiro; o Prémio Pixel Bunker para Melhor Curta Metragem Portuguesa foi para Gingers, de António da Silva. Eles Voltam, do brasileiro Marcelo Lordello foi o filme vencedor do Prémio de Distribuição TVCine.

De destacar ainda algumas menções honrosas nas áreas de animação, documentário e ficção como foi o caso de Comme des Lapins (Chroniques de la Poisse, chap. 2), de Osman Cerfon; Resistente, de Renate Costa Perdomo e Salla Sorri que juntou a Dinamarca, Finlândia e o Paraguai; Noelia de María Alché (Argentina) e El Ruido de las Estrellas me Aturde, de Eduardo Williams (Argentina). Má Raça dos portugueses André Santos e Marco Leão também teve uma menção honrosa além de ter sido o vencedor do Prémio Novo Talento FNAC.

De referir ainda que na secção IndieJúnior, o filme De Club van Lelijke Kinderen (O Clube das Crianças Feias), do holandês Jonathan Elbers foi também premiado.

 Texto de Joana Resende

Deixar uma resposta