Leviathan venceu o Prémio Cidade de Lisboa do IndieLisboa 2013

leviathanO Grande Prémio de Longa Metragem Cidade de Lisboa, no âmbito da Competição Internacional do Festival IndieLisboa 2013 que terminou este fim-de-semana, foi atribuído a Leviathan, de Lucien Castaing-Taylor e Véréna Paravel, que junta o Reino Unido, os E. U. A. e França.

O júri foi constituído por Dennis Lim, Leonor Silveira e Gerwin Tamsma. Já o Grande Prémio de Curta Metragem pertence a Da Vinci, de Yuri Ancarani, originário de Itália, atribuído pelo júri composto por Graeme Cole, Inês Nadais e Tess Renaudo.

Na Competição Nacional, o Prémio Digimaster para Melhor Longa Metragem Portuguesa foi atribuído a Lacrau, de João Vladimiro; o Prémio Pixel Bunker para Melhor Curta Metragem Portuguesa foi para Gingers, de António da Silva. Eles Voltam, do brasileiro Marcelo Lordello foi o filme vencedor do Prémio de Distribuição TVCine.

De destacar ainda algumas menções honrosas nas áreas de animação, documentário e ficção como foi o caso de Comme des Lapins (Chroniques de la Poisse, chap. 2), de Osman Cerfon; Resistente, de Renate Costa Perdomo e Salla Sorri que juntou a Dinamarca, Finlândia e o Paraguai; Noelia de María Alché (Argentina) e El Ruido de las Estrellas me Aturde, de Eduardo Williams (Argentina). Má Raça dos portugueses André Santos e Marco Leão também teve uma menção honrosa além de ter sido o vencedor do Prémio Novo Talento FNAC.

De referir ainda que na secção IndieJúnior, o filme De Club van Lelijke Kinderen (O Clube das Crianças Feias), do holandês Jonathan Elbers foi também premiado.

 Texto de Joana Resende

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.