Eleição 7 Maravilhas Naturais de Portugal: Zonas Marinhas

Arquipélago das Berlengas

O Arquipélago das Berlengas é formado por um conjunto de ilhas e recifes costeiros situado ao largo de Peniche na plataforma continental portuguesa, distribuídos por três grupos: Ilha da Berlenga e recifes associados, Farilhões e Estelas. As ilhas de maior dimensão atingem uma altura de cerca de 90 metros, mas os restantes ilhéus e rochedos são de pequenas dimensões, por vezes apenas aflorando a superfície do mar.

É reconhecido que a flora marinha do arquipélago das Berlengas tem elevado interesse biológico. Observações recentes indicam que existem nas Berlengas numerosas espécies descritas pela primeira vez para a Península Ibérica, nomeadamente de espécies que só se encontram referenciadas para o Mediterrâneo.

Padrinho: Rui Veloso

Ria Formosa

A Ria Formosa é um vasto ecossistema de características ecológicas singulares, que se estende por uma área de cerca de 20.000 hectares e 60 quilómetros de costa, no Sotavento Algarvio, entre a Praia da Manta Rota, a Leste, e a Praia do Ancão, a Oeste.

Considerada Parque Natural desde 1987, classificada como Zona Húmida de Interesse Internacional pela Convenção de Ramsar devido à sua importância como habitat de aves aquáticas e integrada na Rede Natura 2000, como sítio de importância comunitária e como Zona de Protecção Especial, é um sistema lagunar complexo, enquadrado por duas penínsulas e várias ilhas-barreira.

Padrinho: Prof. Francisco Nunes Correia

Ponta de Sagres

Ao falarmos de Sagres, destaca-se, de imediato a sua extraordinária e imponente ponta rochosa, que entra, profundamente, pelas agitadas águas atlânticas.

No meio desta paisagem única, poderosa, dominada por um Mar alteroso – o qual aqui adquire uma dimensão espectacular – que embate furiosamente nas falésias, alojam-se interessantes cavernas, belíssimas praias, coroadas por uma vegetação rasteira ímpar e por uma memória tão intensa quanto a dimensão das próprias águas, povoada de mitos, de lendas, de histórias sagradas e profanas, que se cruzam com outros elementos.

A Península de Sagres reúne um conjunto de singularidades biológicas únicas em Portugal e na Europa. A sua importância está espelhada nos vários estatutos de protecção que apresenta nomeadamente Parque Natural, Zona Especial de Protecção para Aves e Sítio de Interesse Comunitário para a Conservação (Rede Natura 2000), entre outros.

Padrinho: Luís Represas

Fotos de: Isabel Baptista, Sara Santos e New 7 Wonders Portugal

Deixar uma resposta