Destino partilhado: Ciência, os Maias e o Fim do Mundo, mostra multimédia no ISCTE em Lisboa

“Na realidade, a maioria das pessoas não sabe quem são os Maias de hoje. Muitas pensam que os Maias estão extintos.” A exposição Destino Partilhado: Ciência, os Maias e o Fim do Mundo pretende responder a esta afirmação. É uma mostra multimédia cujo objetivo é o de elucidar os seus visitantes acerca de quem são hoje e como vivem os Maias, o maior grupo indígena que ainda habita a América Latina. Estará em exibição a partir do dia 30 de novembro na sala de exposições (Edifício 2 no piso 1) do ISCTE, Instituto Universitário de Lisboa.

Tendo já passado pela Universidade de Loughborough no Reino Unido onde foi preparada por um conjunto de investigadores, esta mostra apresenta cerca de vinte e sete fotografias e objetos que retratam o modo de vida dos Maias, sendo estes atualmente entre seis e sete milhões de pessoas e residindo nos territórios que hoje conhecemos como Guatemala, México e Belize. Apresentam-se também mais detalhes sobre a sua arte, religião, condições de vida, saúde e movimentos migratórios.

Poderão ser vistos mais detalhes sobre a exposição e informações sobre os investigadores e trabalhos expostos no website do projeto Maia,

Esta exposição é inaugurada no dia 30 de novembro e estará patente até ao dia 12 de dezembro; poderá ser visitada de segunda a sexta-feira das 11h00 às 13h00 e das 14h00 às 19h00 sendo também possível visitá-la aos sábados das 14h00 às 19h00. A entrada é livre.

Texto de Joana Resende

Deixar uma resposta