CCB apresenta Nijinsky Siam de Pichet Klunchun Dance Company

O Centro Cultural de Belém apresenta Nijinsky Siam de Pichet Klunchun Dance Company, nos dias 12 e 13 de abril. Vaslav Nijinsky, lendário bailarino dos Ballets Russes, interpretou Danse Siamoise na Ópera de Paris e exactamente cem anos depois, Pichet Klunchun, bailarino e coreógrafo tailandês, integra esse solo esquecido no repertório da sua companhia, fazendo aquilo em que é mestre, estabelecer a ponte entre a dança tradicional clássica tailandesa e o contemporâneo. Nijinsky é trazido até ao palco através de pinturas, fotografias, bonecos tradicionais nang yai e sombras. O espetáculo estabelece um intercâmbio de dança entre os dois artistas, um morto e outro vivo, mas ambos presentes, num mundo de sombra e luz reinventa-se a realidade, a vida e a energia.

A coreografia, direção artística e cenografia são de Pichet Klunchun, o desenho de luz é de Jirach e Eaimsa-Ard. A interpretação está a cargo do próprio Pichet Klunchun e de Porramet Maneerat, Padung Jumpan e Kornkarn Rungsawang . A música é Alte Weise, Op. 89_2 composta por Christian Sinding . A produção teve por trás uma cuidada investigação histórica de Sylvie Dancre e Philippede de Lustrac . Numa co-produção  da Singapore Arts Festival e Theater der Welt 2010, com os apoios de Zürcher Theater Spektakel e Noorderzon/Grand Theatre Groningen.

Nijinsky Siam de Pichet Klunchun Dance Company, nos dias 12 e 13 de Abril, no Pequeno Auditório – Sala Eduardo Prado Coelho, às 21h00.

Texto de Clara Inácio

Deixar uma resposta