Casa da Música apresenta temática inspirada em Itália

casa_musicaA temporada anual de 2013 da Casa da Música, no Porto, tem como país tema a Itália, apresentando mais de 100 obras de 40 compositores italianos. Continuará a apostar nos quatro agrupamentos residentes, o Jazz e a World Music, e a entrada de novos ciclos na programação.

No que diz respeito ao jazz, a programação apresenta o Ciclo Jazz SONAE que inclui em maio o Festival  Spring ON!, orientado para valores emergentes do jazz e cruzamentos com Rock e World. Nas noites de sexta e sábado, o Spring ON! estende-se ao Barra Bar, proporcionando o convívio do público com os músicos e estimulando as jam-sessions em after-hours, para as quais é convidado um quarteto residente. O festival Outono em Jazz que acontece de 11 a 13 de outubro e também se estende ao Barra Bar, contará com os nomes consagrados e os novos valores. A programação ficará para anunciar mais tarde.

De destacar uma novidade nesta temporada: o ciclo de Músicas Cénicas e cine-concertos, entre os quais se cruza a maior diversidade de géneros musicais, da música barroca ao jazz, com a Sétima Arte e o teatro lírico.

A Casa da Música fará ainda a homenagem à pianista, concertista e professora Helena Sá e Costa entre os dias 17 e 26 de maio celebrando os cem anos do seu nascimento. Este programa inclui o Concerto para 4 pianos de Bach, obra emblemática da sua carreira, uma maratona de mini-recitais por cem estudantes de teclas e Grigori Sokolov para um recital do Ciclo Piano EDP.

O verão traz à Casa La Dolce Vita entre 23 de junho e 28 de julho, período durante o qual os espetadores são convidados a usufruir de uma significativa oferta de géneros musicais diferentes desde o Fado ao Jazz Vocal e Instrumental, passando pelo Pop-Rock e destacando as Músicas do Mundo.

O Ciclo Barroco BPI apresenta como vem sendo habitual os concertos da Orquestra Barroca e o Festival À Volta do Barroco, que acontecerá entre 27 de outubro e 16 de novembro.

De destacar mais uma novidade para esta temporada no mês de novembro: é o ciclo Futurismus que tem como ponto de partida o legado do Movimento Futurista Italiano, com uma selecção de obras de repertório que encarnam os preceitos estéticos “futuristas”.

Na Páscoa, o tema Morte e Ressurreição  traz obras como o glorioso Requiem de Verdi (que comemora duzentos anos do nascimento) e Antonio Vivaldi, com Stabat Mater. A Música para o Natal chega entre 14 e 23 de dezembro com várias obras inspiradoras desta quadra.

 

Texto de Joana Resende

Deixar uma resposta