Belém Art Fest abriu museus à noite este sábado com múltiplas atividades

Por Elsa Furtado

Depois de uma noite conturbada nos jardins de Belém, o sábado decorreu calmamente com algumas pessoas a circularem no bairro à noite, entre os três museus aderentes ao Belém Art Fest: Museu Nacional de Arqueologia, Museu Nacional dos Coches e Museu de Arte Popular.

O percurso começava pelo Museu Nacional de Arqueologia, onde as obras da Escola de Moda de Lisboa  e jovens modelos se misturavam com peças arqueológicas do tempo dos romanos, dando uma nova vida à exposição permanente. Na zona das exposições temporárias, onde está atualmente patente a mostra Quinta do Rouxinol – a Olaria Romana no Estuário do Tejo, o contraste era feito com peças de roupa atual e um workshop de maquiagem. A completar a programação vários concertos, dos quais o de Elisa Rodrigues e Júlio Resende que encerraram a noite neste espaço.

Paragem seguinte, o Museu de Arte Popular junto ao rio. À procura de novo rumo, o Museu quase despido do seu conteúdo original, atualmente só os frescos nas paredes permanecem, recebeu uma representação de teatro moderno, uma curta mostra de pintura e concertos de música moderna.

A terminar o percurso, o mais popular e procurado dos espaços – o Museu Nacional dos Coches. Já por si só um dos Museus mais visitados do país, hoje teve prolongamento do horário e foi palco de concertos de fado, que tão bem combina com as carriagens e tipóias aqui em exposição. Teresa Lopes Alves, Maria Ana Bobone e Pedro Moutinho foram os fadistas da noite, que cativaram quem pelo salão principal do Museu passou e ficou. Workshops de artesanato urbano promovidos pelo atelier Bolo de Pano completaram a programação deste espaço, inaugurado por  D. Amélia de Orleãns e Bragança a 23 de Maio de 1905.

A repetição da iniciativa só o tempo o dirá, mas as múltiplas iniciativas que têm surgido recentemente na área da Cultura, dizem que Museus abertos à noite e com atividades é algo que veio para ficar e repetir pelos vários pontos do país. No final do mês há mais atividades com as Jornadas Europeias do Património.

Deixar uma resposta