Amália Emociona No Regresso Ao Politeama

Reportagem de Elsa Furtado (Texto e Fotos)

17 anos passaram mas parece que foi ontem que Filipe La Féria estreou o musical Amália, e tanto tempo volvido, tanta vida passada, o encenador e produtor nacional volta a cena com o musical que conta a vida e história da fadista Amália Rodrigues.

E mesmo tantos anos passados quem viu a primeira produção, e voltou a ver ontem à noite no Politeama recordou-se de tudo como se o tempo não tivesse passado, numa noite em que a casa esteve cheia e a emoção esteve ao rubro.

Em palco, de negro vestida, surgiu Alexandra – a mesma que já nos tinha encantado na primeira produção e que regressa neste papel tão exigente, em excelente forma e carismática como só ela. É a artista, que protagoniza Amália, que nos vai contando na primeira pessoa a sua história, a sua dor, as suas mágoas e nos leva numa viagem pelo tempo.

No papel de Amália jovem – esteve Anabela, que mostrou e puxou por todos os seus dotes, ao longo da noite nesta nova encenação. A cantora vai dividir o papel com Liana (que já tinha interpretado o papel na primeira vez) e Carolina.

É às duas protagonistas que cabem os momentos altos do espetáculo, ao interpretarem alguns dos fados mais icónicos de Amália. Destaque também para a jovem Filipa Ferreira (que partilha o papel com Madalena Gil) que interpretou Amália em criança, que revelou ser dona de uma grande voz.

Com ligeiras, mas subtis alterações no fio condutor da história, esta nova versão apresenta-se mais moderna, com um cenário mais simples, e recorrendo a projecções multimedia, mas toda a essência, emoção e momentos importantes estão lá, da ditadura à democracia, passando pela revolução.

De regresso estão outros atores como Carlos Quintas (Frederico Valério), Alberto Villar, Francisco Sobral (Alfredo Marceneiro), Carlos Veríssimo (Ricardo Espítito Santo, entre cerca de 50 fadistas, atores, bailarinos e músicos, como Filipe de Moura (Alberto Ribeiro), Cristina Oliveira (Berta Cardoso), Patrícia Resende (Celeste Rodrigues), Eduardo Ricciardi (Hugo Rendas), e Tiago Diogo (Alain Oulman). No papel de Estrela – a fiel secretária de Amália está Mafalda Drummond, no da costureira Lili Paula Marcelo (agora num novo papel).

Uma nova versão, mas com a mesma emotividade e sensibilidade como a figura e a sua história o exigem.

A peça vai poder ser vista de quarta a sábado às 21h30, e também ao sábado e domingo às 17h00. Os bilhetes estão à venda online e na bilheteira do Teatro Politeama e custam entre 10 e 30 euros.

Deixar uma resposta