Yakuza First Floor By Olivier – Criatividade Na Cozinha Japonesa

Olivier volta a fazer nova incursão na gastronomia oriental com a assinatura Yakuza. Desta vez, ocupa o espaço onde já funcionou a Real Companhia das Sedas, junto ao largo do Rato, em Lisboa. Yakuza First Floor é o nome do seu mais recente restaurante, que vai muito além da banal combinação sushi to sashimi. O peixe fresco é tratado com especial deferência, em múltiplas combinações com especiarias de outras latitudes, mas há também espaço na carta para opções de outros pratos de carne.

YakuzaAlguma alusão à organização criminosa japonesa que dá nome ao restaurante, fica-se pela entrada. Tocamos à campainha, frente a uma porta de dimensões generosas e abre-se uma pequena escotilha, através da qual somos identificados. É uma espécie de passagem para um universo de harmonia que chegamos a desejar ser mais secreto, para só nós podermos usufruir dele.

A luz é substancialmente mais reduzida no interior e somos conduzidos àquele que é o espaço mais característico da casa. Uma sala ocupada por um enorme balcão onde se encontram os sushimen a preparar os pratos. Agnaldo Ferreira e Alexandre Hatano estão ao comando da cozinha e apresentam criações exclusivas com um toque final de Olivier.

Se a refeição for a dois, torna-se interessante recuperar aquele hábito tão em voga nos anos 80, de comer ao balcão enquanto se aprecia a azáfama de facas, peixes e frutas que ganham forma no prato. Se a curiosidade for muita, pode aproveitar para interpelar o chefe de serviço e satisfazer dúvidas. Há no entanto uma outra área, com mais luz, e uma decoração em tons de pérola e prata, com mesas, mais adequadas a grupos maiores.

A ligação entre as duas salas é um bar que permite um compasso de espera, enquanto se bebe um dos originais cocktails da casa. Provámos dois: o Chá Yakuza, com jasmim, canela hortelã e flor de hibisco e o Mojito Yakuza, este com álcool, numa agradável combinação de Bacardi Oro, lima, hortelã, romã e o champanhe Olivier brut. Copos generosos a permitir a chegada das entradas.

Uma Salada Crunch, com alface iceberg, cebola confitada, sementes de girassol e molho wafu abriu-nos o palato. Provámos também o Taco Sacana, uma espécie de piscar de olhos à América Latina. Trata-se de um taco feito de massa de milho crocante, com tártaro de peixes, no caso, salmão e dourada, com molho de guacamole, com ovas e folhas de algas ripadas em cima. Estranho? Não. Absolutamente delicioso.

Outra das entradas é a Omakase Yakuza. Uma mistura de peixes (salmão, dourada, salmonete, amêijoa) em cima de pepino marinado em vinagre, combinados com tomate cereja, cebola e coentros.

Da secção de Sushi to Sashimi New Style experimentámos o Sashimi shuromi. Trata-se de um peixe branco com molho ponzu trufado. Este prato é temperado com molho cítrico japonês e óleo de trufa o que faz com que seja bastante aromático.

A não perder, neste restaurante são os surpreendentes Gunkan. Experiências únicas para quem gosta de se aventurar em combinações diferentes. A Gunkan Trufada, é feita com caranguejo de casca mole no interior, salmão, ovo de codorniz e trufa em cima. Um daqueles pratos, logo à partida, irresistíveis ao olhar. A pedir uma fotografia, para mais tarde recordar, ou partilhar com amigos. Mais uma vez, é muito aromático e asseguramos que, uma opção difícil de desiludir. Há também a Gunkan Free Style, com caranguejo real, envolvida em atum.

E para fechar, algo completamente diferente: a Gunkan de Kobe, feita com wagyu (carne bovina japonesa, considerada a mais saborosa do mundo), foie gras, cebola confitada e teryaki.

A carta conta também com Sushi e Sashimi Tradicional, Robata (onde vai encontrar pratos de frango, bacalhau e wagyu) , Tempuras e Massas.

De sobremesas sugeriram-nos a irresistível combinação de diferentes texturas de chocolate Kit-kat e um diferente Creme Queimado de Jasmim, Manga e Sancho (massa de arroz).

Neste momento, e a partir desta sala, ainda só é possível apreciar a vista para o magnífico jardim japonês. Aguardamos a chegada da primavera, para saber o uso que garantidamente vão dar a este espaço.

O Yakuza First Floor situa-se na Rua da Escola Politécnica nº 231. Abre de terça-feira a domingo, entre as 12h30 e as 15h00 e das 20h00 às 00h00.

Reportagem de Tânia Fernandes e António Silva

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.