Vista Alegre apresenta obra inspirada em Mia Couto

Mia Couto e Roberto Chichorro, dois representantes da cultura moçambicana, são os autores da segunda peça da colecção da Vista Alegre “1+1=1” .

Mar Me Quer foi a obra literária que o escritor Mia Couto escreveu em 1998 e que quis imortalizar nesta coleção da Vista Alegre Atlantis. Para transpor a barreira das palavras e para traduzi-las para a arte em porcelana Mia Couto contou o apoio do pintor moçambicano, Roberto Chichorro.

Assim nasceu a segunda peça da colecção 1+1=1 – a jarra Mar Me Quer, uma peça de notável valor artístico. A edição é limitada a 1000 exemplares,  e é acompanhada por uma edição especial do livro que lhe serviu de mote e inspiração, reeditado exclusivamente para a Vista Alegre pela Caminho, com ilustrações de Chichorro.

Curioso como as artes confundem fronteiras e se confundem nas fronteiras inventadas por outros. Quando escrevi a novela Mar Me Quer fui visitado por canções e pinturas de outros artistas. O que se passa agora, mais do que uma década depois da publicação de ‘Mar Me Quer’, é que a criação e a criatura de Chichorro para a Vista Alegre se materializaram na minha escrita e vieram vestir um corpo que era feito apenas de palavras. Agradeço à Vista Alegre pela iniciativa. E agradeço ao Chichorro pelo diálogo e cumplicidade”, diz Mia Couto a propósito desta peça.

Chichorro segue-lhe o raciocínio e responde: Nunca tinha pensado nas artes a confundir fronteiras, como diz, com toda a razão, Mia Couto. Penso que as artes desfazem fronteiras.”

A jarra Mar Me Quer encontra-se disponível na rede de lojas nacional da Vista Alegre Atlantis., por 170 euros.

Texto de Clara Inácio

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.