Vilar de Mouros – O primeiro dos Festivais de Música em Portugal está de volta neste Verão

vilar_mourosEntre 30 de julho e 2 de agosto, o mítico Festival Vilar de Mouros regressa em força, com Capitão Fausto, Xutos e Pontapés, José Cid e os Trabalhadores do Comércio, os primeiros nomes já anunciados, nesta edição do Woodstock português.

Para quem gosta e vibra com música, para quem é fã desde a primeira edição, lá longe em 1971, para aqueles que sempre quiseram ir ao mítico evento, a oportunidade está aí.

É o festival das memórias e que vai voltar a ser recriado. Das memórias saca-se que foi entre os dias 15 a 18 de agosto de 1969, que se realizou nos Estados Unidos um festival de “paz e música”, que reuniu cerca de 1 milhão de jovens. Esse festival ficou conhecido como festival de Woodstock e exemplificou a era hippie e a contracultura do final dos anos 60 e começo dos 70.  

Vilar de Mouros recriou este ambiente em agosto de 1971, reunindo cerca de 30.000 pessoas. Em 1982, na segunda edição do Woodstock Português, tivemos pela primeira vez em Portugal os U2, partilhando o protagonismo com bandas com os Echo & the Bunnymen, Durutti Column, Mikis Theodorakis e nomes portugueses como Carlos do Carmo, Jáfumega, Adriano Correia de Oliveira, GNR ou Roxigénio.

As receitas da bilheteira revertem para projeto da AMA – Associação de Amigos do Autismo, uma das parceiras do Festival, a par da Câmara Municipal de Caminha, entre outras entidades. A produção está a cargo da Everything is New.

Os bilhetes estão à venda a partir de hoje, nos locais habituais, e custam 20 euros para dia 31 de julho, 30 euros para os dias 1 e 2, e 60 euros o Passe de 4 dias, com campismo gratuito. O dia 30 de julho tem entrada gratuita.

Texto de Joice Fernandes

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.