Vida Boa No VidaMar Algarve

Reportagem de Tânia Fernandes e António Silva

Com um pé na Praia dos Salgados, três piscinas (uma delas a exceder o comprimento olímpico) e um serviço de excelência, o VidaMar Resort Hotel Algarve propicia férias, com algumas estrelas, a casais ou famílias que elegem o Algarve como destino. O regime de meia pensão, que todos os clientes usufruem, permite uma experiência gastronómica variada, pelo acesso a quatro restaurantes diferentes.

Alojamento

Com um total de 1544 camas disponíveis entre quartos e moradias, o resort assegura privacidade, comodidade e conforto, numa zona tranquila. Os são quartos amplos – com 42m2 – e permitem alojar até dois adultos e duas crianças (em sofá cama). Uma das alas foi este ano renovada, permitindo uma melhoria das condições e foram feitas algumas alterações, atendendo às necessidades dos hóspedes, como nos explicou João Cardoso, o administrador. “Apesar de estarmos abertos apenas há dois anos, achámos que já fazia sentido melhorar as condições”. Proporcionar uma estadia excepcional e antecipar as necessidades dos clientes faz parte dos objetivos deste hotel, como nos foi explicado.

Atividades e Animação

O hotel tem ligação direta à Praia dos Salgados, através de um passadiço de madeira. Sem desníveis, é quase um achado em toda a costa algarvia, principalmente para quem tem mobilidade reduzida. Um longo tapete de areia branca convida a um passeio à beira mar. As águas de temperatura moderada do Algarve e a envolvente da paisagem de reserva natural fazem com que esta seja uma das praias mais bem cotadas do sul do país. Há possibilidade de fazer desportos náuticos e usufruir em pleno das condições naturais.

Dentro do resort, são as três piscinas de água salgada os espaços mais requisitados. Há uma piscina com mais de 70 metros de largura e dois metros de profundidade (na zona mais funda), outra para crianças e ainda uma meia lua, aquecida todo o ano, que dá acesso ao Tiki Pool Bar, para quem se pretende refrescar dentro de água.

As palmeiras recortam a paisagem em volta e fazem sombra nos cuidados jardins. Há animação programada ao longo do dia, adequada a todas as idades. Mas não é uma animação invasiva, que martela ritmos latinos nos ouvidos. São momentos que permitem descontrair, sem incomodar os restantes hóspedes. Em todo o resort, percebe-se que há zonas delimitadas, fazendo com que a alegria de uns não colida com o descanso de outros. A piscina maior, por exemplo, tem um pequeno campo de jogo ladeado por boias. Os jardins, têm uma zona de mais zen, o Mar Club, com serviço de bar exclusivo e umas Bali Beds, cujo acesso não é permitido a crianças.

As crianças têm um espaço próprio, o Kids Club, com monitores, onde encontram atividades lúdicas mas também pedagógicas adaptadas a cada faixa etária.

Ao final do dia, há música ao vivo no lobby do hotel. A ladear a receção há também dois espaços distintos: num deles, durante do dia funciona o Nespresso Bar, no outro, à noite, as portas do Gin Bar abrem-se.

Dine Around – Os Restaurantes

Se há serviço que se revela diferenciador no VidaMar Resort Hotel Algarve é a disponibilidade de restaurantes com quatro opções possíveis: o Ocean, onde o hospede encontra um serviço de buffet com dias temáticos (há 12 diferentes, o que garante que, na mesma semana, o cliente vai encontrar opções diferentes), o italiano Mamma Mia, o oriental Koi (em transição de designação para Aji) e à beira da piscina o Sunset.

O pequeno almoço é servido no Ocean em modo de buffet e em três espaços distintos: há uma sala interior, uma intermédia e a esplanada, à beira da piscina, bastante agradável. Há vários pontos de buffet, distribuídos pelas salas interiores, o que facilita a circulação no espaço. Há variedades de pães, pastelaria, bolos tradicionais, frutas, queijos, enchidos, iogurtes, cereais e frutos secos, e uma boa seleção de quentes para quem assume esta refeição como uma das principais.

O restaurante Mamma Mia, numa das extremidades do resort, foi também este ano remodelado. Como nos explicou João Cardoso, o forno a lenha passou para o exterior e fica visível ao olhar no cliente. É de lá que saem as pizzas cujo aroma enche o espaço e conquista estômagos. Miguel Teixeira é o chefe executivo de todos os restaurantes do VidaMar Resorts e ao desenhar as ementas, procura que os clientes possam ter uma experiência o mais abrangente possível. Com meia pensão, o cliente pode optar pelo Ocean, ou reservar um dos outros três restaurantes, sendo que têm um crédito de 15 euros em cada um deles. A carta foi feita para que seja possível fazer uma refeição com entrada, prato e sobremesa dentro desse valor. Há depois outras sugestões que podem ultrapassar esse preço, e esse custo será debitado ao hospede.

No Mamma Mia provámos o couvert, composto por uma seleção de pães, manteiga, azeitonas e queijo fresco com ervas. De entradas a Bruschette Mamma Mia (com mozzarella, presunto de Parma e tomate seco) e o Carpaccio di Manzo e Parmigiano (novilho com lascas de parmesão e molho de alcaparras). Seguiu-se um Risotto di Gamberi e Pesto (gambas e pesto) e uma Pasta de Prosciutto e Funghi (presunto, cogumelos, molho de natas e ervas aromáticas). É o cliente que escolhe o tipo de massa que pretende. Um Tiramisu, dos genuínos, selou a refeição.

O restaurante Sunset abriu também recentemente e foi remodelado. Tem ambientes totalmente distintos ao almoço e ao jantar. Ao almoço apresenta uma extensa carta de sugestões leves, procurando desta forma permitir aos clientes uma refeição ligeira. É um espaço onde se pode ir de forma descontraída, sem grande rigor no vestuário. Há sopas e maioritariamente pratos para picar do mar, como ceviche, camarão, mexilhão, sapateira, ou da terra, como é o caso das asas de frango ou o picapau de novilho, saladas e sanduíches (frias ou quentes). Saboreamos, com gosto, um Ceviche de peixe do mercado com manga e pickles de cebola, e depois uma Salada do Mar (com rúcula, alface, camarão, tomate, manga, romã, abacaxi e parmesão) e um Prego de Frango (em chapata de tomate, com frango, manteiga de alho, cheddar, fiambre, alface e tomate).
À noite o restaurante veste-se de forma mais glamourosa e serve essencialmente pratos de gastronomia portuguesa, na base dos grelhados.

Outra das grandes recentes renovações foi no restaurante de gastronomia japonesa o Koi, que está em fase de transição para comida de inspiração oriental e vai passar a ser conhecido como Aji. “Quisémos fugir do conceito puro de sushi e enveredar pelo new style” explicou-nos Miguel Teixeira. Continua a haver sushi, mas mais de fusão e têm agora também uma chapa onde fazem pratos quentes, à vista do cliente. “Há uma maior oferta de sabores” explica. À frente deste restaurante está Isabel Alexandrino, que nos preparou alguns dos pratos que vão entrar na nova ementa do Aji. O Sashimi New Style é uma das novas propostas: salmão, robalo, atum e cavala a marinar em molho de soja, lima e azeite de trufa.

A Tempura Mix vai transitar para a nova carta e é composta por vegetais e camarão, confecionados na técnica que dá nome ao prato, envolvidos em amêndoa e com um molho de sweet chili a dar vida aos ingredientes.

Quem gosta de Ceviche, não vai querer perder este: cavala e dourada, em sumo de citrinos, com ovas de peixe voador e tomate cherry.

O Tártaro de salmão envolve este peixe com gema de ovo de codorniz, puré de abacate, ovas de peixe voador e é marinado em molho de soja.
O Combinado de Sushi é de fusão e traz uma seleção de nigiris, hosomakis e hot rolls. Ao mesmo tempo, chegou-nos à mesa uma fresquíssima seleção de Sashimi, servido em gelo, de salmão, cavala e atum.

Dos quentes, feito no momento, na chapa, provámos o tenro e saboroso Lombo de vaca com vegetais e arroz com teriaky. É tudo cozinhado na mesma chapa, mas em separado, de forma a não misturar sabores. Acompanhámos este prato com uma sugestão do chefe de sala, um copo de Lapa dos Gaviões, vinho do Alentejo. Um vinho com um toque de acidez, a cortar o doce do molho de teriaky.

Fechámos um delicioso Cheesecake de tofu. De salientar a variedade de soluções que este restaurante tem para o empratamento, que faz com que cada prato tenho uma apresentação excecional.

Conquistados pela viagem de sabores, mas também pela localização e pelo excelente serviço o VidaMar revela-se uma opção para férias tranquilas em família ou a dois.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.