Vasco Araújo traz Botânica ao MNAC – Museu do Chiado

botanicaescult01-0287---comp-resize-263x176-3O MNAC – Museu do Chiado tem patente ao público a exposição Botânica, constituída por 12 objectos escultóricos, da autoria de Vasco Araújo, nos quais o artista aborda o tema da representação do exótico pela cultura colonial dos séculos XIX e XX. 

Vasco Araújo é um dos artistas que mais tem reflectido sobre o “exótico”, indagando de forma crítica as suas formas de inserção e permanência no imaginário nacional. Nesta série, alude a várias questões que estão na origem da sua constituição e utilização como produtor de estereótipos e desagregações culturais nas sociedades colonizadas.

Nas palavras da curadora, Emília Tavares, “Botânica é uma série incómoda, desafiante da nossa habitual modorra perante um passado comprometedor. As imagens com que o artista nos confronta são, ainda hoje, polémicas, muitas foram resguardadas do olhar das gerações que se seguiram ao império e à guerra colonial, como forma de desresponsabilizar consciências e introduzir semânticas opacas de luso-tropicalismo e lusofonia.”

A exposição pode ser vista até 18 de maio, de terça-feira a domingo das 10h00 às 18h00. O bilhete de entrada custa 4 euros, mas ao domingo e feriados a entrada é gratuita até às 14h00.

Texto de Susana Sena Lopes

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.