UNESCO Reconheceu Falcoaria Em Portugal Como Património Cultural Imaterial Da Humanidade

A Arte da Falcoaria em Portugal foi, no passado dia 1 de dezembro, declarada Património Cultural Imaterial da Humanidade pela UNESCO.

A candidatura “Falcoaria. Património Humano Vivo” que saiu triunfante do processo, foi liderada pela Câmara Municipal de Salvaterra de Magos numa colaboração com a Universidade de Évora e a Associação Portuguesa de Falcoaria e com o apoio da Entidade Regional de Turismo do Alentejo / Ribatejo.

A Falcoaria é uma prática milenar, constitui uma forma de caça que implica a parceria entre o homem e a ave de presa na captura de um animal selvagem no seu habitat natural. É uma forma de caça ecológica, de baixo rendimento, que apela à comunhão com a natureza, procura a estética do lance de caça e cuja prática, a nível nacional, detém características únicas.

Atualmente, o edifício da Falcoaria Real, sito em Salvaterra de Magos, representa um local de cultura e lazer, recebendo diariamente visitantes que podem conhecer pormenores sobre a construção do edifício e sobre a fixação da família real em Salvaterra. Com o acompanhamento técnico de um falcoeiro, podem ainda tomar contato com as cerca de 25 aves de presa de diferentes espécies que vivem permanentemente na Falcoaria Real, incluindo demonstrações diárias de baixo e alto voo.

A Câmara Municipal de Salvaterra de Magos pretende com esta classificação que o município seja um local assíduo para todos os falcoeiros e para novos praticantes, para quem queira aprender mais sobre esta prática e para quem tencione estudar e aprofundar conhecimentos sobre a temática.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.