Um Porto Com Vista Para O Douro

grahams15Reportagem de Tânia Fernandes e António Silva

A margem do Douro, em Gaia concentra todos os rótulos de vinho do Porto que conhecemos. Quem pretende visitar as caves e ficar a conhecer melhor o néctar da região encontra nesta marginal uma grande variedade de espaços. Se o que pretende é fugir aos percursos mais óbvios, então vale a pena subir uns socalcos  e visitar a Graham’s. Para além de poder ficar a conhecer o espaço de armazenamento do vinho, que foi recentemente remodelado, encontra ainda um local de provas reservado, um restaurante de comida tradicional portuguesa e um bar de tapas. Tudo isto com, provavelmente, uma das melhores vistas sobre o Douro, com a Ponte de D.Luís em cenário central.

A empresa, criada em 1820, mantem-se nas mãos de uma família inglesa. Os Symington detêm-na desde 1970, mas o familiar mais antigo juntou-se ao negócio em 1882. A casa mãe tem hoje 28 quintas espalhadas pela região demarcada do Douro, a partir da qual trabalha diferentes produtos. O respeito pela tradição, a passagem de conhecimentos e experiencias entre gerações têm vindo a assegurar a qualidade do vinho produzido e a ditar o sucesso da companhia.

VEm Gaia, o visitante é recebido numa sala que é também um pequeno repositório da Graham’s. Nela é possível conhecer um pouco da história, admirar objetos pessoais dos fundadores, bem como apreciar testemunhos de ilustres clientes da marca, como é o caso de Winston Churchill ou Barack Obama. Entre as curiosidades expostas encontra-se ainda um menu de jantar do cruzeiro Queen Mary, do ano de 1936, do qual fazia parte o vinho Six Grapes, uma das estrelas da companhia. Descemos à cave, ampla e de fácil circulação e contactamos com os gigantes barris de armazenamento de vinho, a partir dos quais são trabalhados os vinhos.

A visita passa ainda por uma das garrafeiras da casa, fechada a sete chaves e visível através das grades, onde figuram alguns dos produtos finais das melhores colheitas. A prova de vinhos é o culminar deste passeio, habitualmente feita num dos espaços renovados. Para quem procura mais do que uma experiencia lúdica em torno do vinho do Porto, há uma sala mais recatada, onde o pode fazer com maior tranquilidade e discrição.

A loja, o restaurante e o bar de tapas , numa das extremidades das caves, no final do percurso fazem com que a saída da Grahams seja, mais uma vez, adiada. Perante a montra de tapas preparadas pelo chefe basco, entre salgadas e doces, a escolha torna-se difícil. Para quem conhece bem estes exemplares de gastronomia da cozinha de nuestros hermanos, não se vai sentir defraudado com a experiência.

This slideshow requires JavaScript.

As caves Graham’s estão abertas, todos os dias, entre as 9h30 e as 18h00. Visitas a partir dos 5 euros. Tem parque de estacionamento.

 

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.