Tony Carreira – Depois Daqui, A Pausa

Reportagem de Madalena Travisco (texto) e Ana Filipa Correia (fotografia)

Tony Carreira
Tony Carreira

A Altice Arena recebeu Tony Carreira a 16 de novembro e o público, esmagadoramente feminino, esteve lá para cantar e aplaudir muiiiiito. Letras na ponta da língua, caras sorridentes e muitas mãozinhas no ar provaram o sucesso do cantor de cantigas de amor e de sonhos.

“Este é o penúltimo concerto desta digressão e tenho que vos agradecer. Muito obrigado a todos por estes 30 anos maravilhosos. Não esperava tanto (…) Muito obrigado do fundo do coração”

Os olhares então repartidos entre o palco, as imagens projetadas de Tony e um bongo descendente a meio da arena viraram-se para o balcão 1 de onde Tony Carreira desceu, atravessando toda a plateia, para regozijo de todos os que estavam próximos, ao som de “A Minha Guitarra”. Voltou a atravessar a plateia em direção ao palco – quadrado – ao centro depois de o “Tudo por Tudo” e do primeiro medley da noite (“Adeus Amigo”, “Sonhador”, ”Dois Corações” e “Ai Destino, Ai Destino”).

“Depois de Ti (mais nada)” marcou a transição para o palco principal, de onde o pano preto caído revelou a orquestra de cordas e um alinhamento que sempre toca o coração do público.

Desde a “Vida que Eu Escolhi” até ao “Não Te Vás Sem Mim”. Pelo meio, houve um dueto com o vencedor da aplicação lançada para este concerto (“Porque é Que Vens”), outro medley mais latino (“Quando Eras Minha”, “A Sonhar Contigo”, “Este Sabor a Ti”), “A Saudade de Ti” (em que Tony tirou o casaco e ouviu-se Tó-ni, Tó-ni, Tó-ni), “Cosas de La Vida” (com Yura Silva), “Se Me Vais Deixar”, “O Mesmo de Sempre” (com André Sardet que também trouxe um bocadinho do seu “Feitiço”), “Tu Levaste a Minha Vida” (com Ricardo Landum), “Sabes Onde Estou”, “Nas Horas da Dor”, “Minha Velha Guitarra”. O esperado lá lá lálá lá do “Sonho de Menino” não veio só. Mickael, David e Sara juntaram-se num momento bonito – orgulhosos do pai que têm. Falando pelos três, Mickael revelou: “Amamos-te muito e tu sabes que nós estamos sempre aqui”.

“Não Te Vás Sem Mim” marcaria o final deste concerto depois de o “Mesmo Que Seja Mentira”, não fosse o espetacular momento do encore com um coro muito especial: ”Já Que Te Vais”.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.