TNSJ apresentou programação de Janeiro

godotCom a chegada do novo ano, chega também a nova programação às salas de teatro. No Porto, são várias as peças em cena durante o mês de Janeiro: O Teatro Nacional São João, no Porto, estreou À Espera de Godot. A eterna espera de Didi e Gogo, de Samuel Beckett, é abordada por Carlos Pimenta, recriando uma das peças mais marcantes do século XX. Encarada como parábola bíblica ou farsa clownesca, À Espera de Godot refletia, no início da década de 50, a forte turbulência política, económica e social decorrente da Segunda Guerra Mundial, com o mundo em suspenso à espera de alguém ou de alguma coisa que apontasse para um novo rumo. Godot é, assim, a personagem-mistério de Beckett, cuja verdadeira identidade o próprio autor dizia desconhecer, recusando, no entanto, a identificação com Deus. O espetáculo, com tradução e dramaturgia de Francisco Luís Parreira, estará em cena até dia 19 de janeiro, de quarta-feira a sábado, às 21h30, e aos domingos às 16h00. O preço dos bilhetes varia entre os 7,5 euros e os 16 euros.

Já o Mosteiro de São Bento da Vitória apresenta, de 16 a 26 de Janeiro, A Terra do Desejo, com encenação de João Pedro Vaz. Escrita pelo poeta dramaturgo W.B. Yeats, a obra retrata uma casa, uma família, uma noite de maio e uma fada-criança que abre as portas de um mundo vago e misterioso.

De 22 de Janeiro a 2 de Fevereiro sobe ao palco do Teatro Carlos Alberto Actor Imperfeito, de Luísa Costa Gomes. A peça apresenta uma coleção de poemas de William Shakespeare publicada em 1609. Esta peça de teatro bilingue, em inglês e português, também evoca algumas obras dramáticas do Bardo, como Romeu e Julieta, Otelo e Canseiras de Amor em Vão.

Por sua vez, o Mosteiro de São Bento da Vitória apresenta, de 1 a 14 de fevereiro, Madalena. A peça, com encenação de Jorge Pinto, celebra a obra Frei Luís de Sousa, uma tragédia de “gente honesta e temente a Deus” que Almeida Garrett escreveu para “excitar fortemente o terror e a piedade ao cadáver das nossas plateias”.

Texto de Sandra Mesquita

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.