TNSC Preparou Uma Temporada Para 2018/2019 Com Espetáculos Dentro E Fora De Portas

TNSC

A nova temporada do Teatro Nacional de São Carlos (TNSC) é marcada pela renovação da parceria com o Coliseu do Porto, pela continuidade da parceria com o Centro Cultural de Belém (CCB), pela celebração dos 25 anos da Orquestra Sinfónica Portuguesa (OSP) e pela comemoração dos 75 anos do Coro do TNSC.

A temporada, de setembro 2018 a junho 2019, apresenta oito óperas, com quatro novas produções, incluindo uma ópera em estreia absoluta e uma ópera em estreia nacional.

Inaugura a época La Traviata de Giuseppe Verdi, ópera em três atos, com libreto de Francesco Maria Piave, produzida pelo TNSC, apresenta-se no Coliseu do Porto, no dia 20 de outubro, pelas 20h00.

Segue-se a estreia absoluta no Teatro da Trindade de A Canção do Bandido, de Nuno Côrte-Real, uma coprodução Teatro da Trindade Inatel, TNSC e Temporada Darcos. A ópera cómica em três cenas, com libreto de Pedro Mexia, com direção musical de Nuno Côrte-Real e encenação de Ricardo Neves-Neves, apresenta récitas de 8 a 18 de novembro.

Em janeiro, a nova produção do TNSC, Aliceste, de Cristoph Willibald Gluck sobe ao palco do São Carlos, nos dias 19, 21, 23, 25 e 27. A ópera em três atos, com libreto de Ranieri de Calzabigi, direção musical de Graeme Jenkins e encenação de Graham Vick, apresenta-se com o Coro do TNSC e a OSP.

O CCB acolhe, em março, a sessão dupla La Voix Humaine, de Francis Poulenc e O Castelo do Barba Azul, de Béla Bartók, uma nova produção TNSC/CCB.

Segue-se, em abril, a estreia nacional de L’Étoile, de Emmanuel Chabrier. A ópera cómica em três atos, com libreto de Eugène Leterrier e Albert Vanloo, tem direção musical de João Paulo Santos e conta com a participação do Coro do TNSC e da OSP. Sobe ao palco do São Carlos nos dias 1, 3, 4 e 6 de abril.

Em maio, La Gazza Ladra, de Giochino Rossini em versão concerto e, em junho, La Bohème, de Giacomo Puccini, uma produção HNK Zagreb, fecham a temporada lírica do TNSC.

O Teatro Camões acolhe de 6 a 22 de dezembro, o espetáculo Quebra-Nozes, de Piotr Ilitch Tchaikovski, com a OSP e artistas da Companhia Nacional de Bailado.

A temporada sinfónica inaugura a 22 de setembro, às 21h00, no TNSC, com um concerto de Homenagem a Aristides de Sousa Mendes, A Child of Our Time, de Michael Tippett.

O TNSC apresenta-se no dia 8 de outubro, no Centro Cultural e de Congressos (CCC) das Caldas da Rainha, com Concerto para Piano nr. 1 em ré menor, op.15 e Concerto Para Piano nr.2 em si bemol maior, op.83, de Johannes Brahms. Volta ao CCC, no dia 9 de fevereiro, com a Canzioni Septimi e Octavi Toni Sonata Pian’e Forte de Giovanni Gabrieli; Fachwerk, de Sofia Gubaidulina e A Sagração da Primavera, de Igor Stravinski. Espetáculo que sobe ao palco do CCB, no dia seguinte, pelas 17h00.

O Concerto de Ano Novo, com a OSP, está agendado para o dia 5 de janeiro, no Teatro Municipal de Joaquim Benite, de Almada, às 21h30.

No âmbito das comemorações dos 500 anos da Igreja do Loreto, a Igreja de Loreto é o palco do espetáculo Te Deum, de Giuseppe Totti, com o Coro do TNSC, no dia 15 de fevereiro, pelas 21h30.

Nota para as estreias absolutas no dia 25 de novembro de 2018 e no dia 2 de fevereiro de 2019, de encomendas 25 anos OSP. A primeira de Luís Tinoco, no CCB e a segunda, de Ana Seara, no TNSC.

Referência ainda para apresentação de Parsifal – Ato III, de Richard Wagner, no dia 12 de abril, pelas 21h00, no Coliseu do Porto e, no dia 15 de abril, pelas 21h00, no TNSC.

Os Dias da Música chegam ao CCB, nos dias 27 e 28 de abril, uma coprodução CCB/TNSC.

A Temporada da Câmara do TNSC contempla ciclos de concertos de entrada livre no Foyer do TNSC, com músicos da OSP e agrupamentos convidados. Regressam os concertos de Câmara no Salão Nobre.

Os bilhetes e as assinaturas podem ser adquiridos na bilheteira do TNSC e online.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.