The New Art Fest: O Festival Que Foca Atenções Na Arte Digital Arranca Amanhã

De 9 a 30 de novembro, Lisboa recebe o The New Art Fest, o festival internacional de new media art que elege a arte eletrónica e digital do continente americano, da Terra do Fogo ao Alasca, como tema principal. “America Online / Net Generation” foca-se na arte digital desde o aparecimento da internet, tendo por base uma investigação dos primórdios da arte digital e da sua evolução até aos dias de hoje.

A conferência “When Art Becomes Data” está agendada para dia 9 de novembro, no Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado, a partir das 11h00, refletindo sobre como lidar com a Arte quando esta se transforma num ficheiro de código replicável infinitamente por sucessivas bases de dados organizadas em nuvens de partilha eletrónica.

Às 18h00 é inaugurada a exposição Turbulence. Com curadoria de Gustavo Romano, apresenta obras do acervo eletrónico norte-americano com o mesmo nome, à guarda de várias instituições internacionais, entre as quais o Museo Extremeño e Iberoamericano de Arte Contemporáneo.

Nesse mesmo dia, às 21h00, no Picadeiro do Museu Nacional de História Natural e da Ciência (MUNHAC), decorre a inauguração oficial do Festival com a abertura da exposição Hands-On. Com curadoria de António Cerveira Pinto, Brian Mackern, Nilo Casares e Gustavo Romano, Hands-On apresenta obras provenientes dos arquivos da Rhizome, da NETescópio e de La Maquina Podrida, sendo o coração desta edição do festival.

Uma hora mais tarde, às 22h00, apresenta-se a live performance Temporal de Santa Rosa, de Brian Mackern, baseada na documentação de interferências radioelétricas geradas por uma conhecida e recorrente tempestade no Rio de la Plata, Uruguai.

No decorrer do Festival, o Picadeiro do MUNHAC acolhe um espaço dedicado a sessões de vídeo e cinema americanos, que conta com a parceria do MONSTRA – Lisbon Animation Festival, e a conferência “The American Century”, cuja programação paralela inclui workshops, atividades educativas e visitas guiadas.

A 27 de novembro inaugura na Sociedade Nacional de Belas Artes, a MAKER ART – Feira de Arte Tecnológica, que promove o encontro de artistas, coletivos de arte e tecnologia e indústrias criativas com os seus públicos.

A edição de 2018 do The New Art Fest vai estar presente nas ruas de Lisboa, através de obras de vídeo concebidas para os painéis eletrónicos de informação (Tomi Lx) e de instalações pensadas para as montras de lojas localizadas no Chiado.

Os mais novos têm também a atenção do The New Art Fest 2018, através do projeto NitroPortugal, do Instituto Superior de Agronomia da Universidade de Lisboa e da
Cultivamos Cultura, em que a arte e a tecnologia se aliam para explicar os reais efeitos do excesso de azoto no ambiente.

O The New Art Fest  vai passar pelo Museu Nacional de Arte Contemporânea, Museu Nacional de História Natural e da Ciência (Picadeiro), Ordem dos Arquitectos–Secção Regional Sul, Sociedade Nacional de Belas Artes, Baixa-Chiado e vários locais dispersos pela cidade.

O festival conta com direção artística de António Cerveira Pinto, e é uma produção da Ocupart.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.