Thai Food Festival Para Vivenciar Até 31 De Julho No Tivoli Vilamoura

Reportagem de Elsa Furtado (Texto e Fotos)

Uma experiência verdadeiramente sensorial é assim que podemos considerar a proposta do Tivoli Victoria em Vilamoura, até dia 31 de julho, com o Thai Food Festival.

Durante uma semana, os hóspedes e visitantes do hotel, mais concretamente do restaurante EMO, podem provar e deliciar-se com a verdadeira cozinha Tailandesa, confeccionada pelo Chef Adtavorn Charoonpontithi, chefe executivo do hotel Anantara Sathorn Bangkok do grupo Minor (o mesmo que é agora proprietário dos hóteis Tivoli, pela sua equipa com o apoio da equipa do EMO liderada pelo Chefe Bruno Viegas.

thai_fest_tivoli-020

Esta é uma cozinha que aposta sobretudo no peixe, nos legumes, mas acima de tudo no picante e na cor. Aqui, não há prato seja de carne ou peixe, ou sopa que não seja “ligeiramente” picante e atenção, que o nível de picante para os tailandeses não é o mesmo que para nós, por isso tenha cuidado e vá provando devagar.

Se for jantar ao EMO pode escolher à carta ou um menu de degustação, as opções são várias, muito apelativas, coloridas e claro picantes.

De entra pode optar por: Yum – Nuar – Yang – uma Salada da vazia de novilho grelhada com maionese de alho picante; pela Pla – Koong – Salada de camarões picantes com vinagrete de pasta de chili ou ainda pelo Atum Phad Thai – Atum cru com aromas Phad Thai – qualquer uma delas é muito agradável e apresentam umas boas combinações de sabores (custam 12 euros).

Se quiser arriscar numa sopa – apesar do calor, pode escolher entre três: Tom – Yum – Koong – Molho picante com camarões, Tom – Kha –  Gai – Caldo de coco e galinha e Tom Yum Pla – Caldo ácido e picante com bacalhau e tubérculos baby (custam 10 euros) – recomendamos que acompanhe com uma bebida fresca e frutada.

O Caril é um dos pratos mais famosos desta região, aqui a cor predominante é o vermelho. O Chefe preparou para a carta Gang – Phed – Koong – Caril vermelho com novilho, Mussaman –  Nua – Bochecha de novilho cozinhada a baixa temperatura em caril mussaman, Gang –  Gwio – Warn – Gai – Caril verde com frango, e Caril vermelho de pato – Peito de pato assado com líchias e caril vermelho Thai. (o preço é de 20 euros).

Se prefere o peixe, então deixe-se tentar pelo Pla – Rhad – Prik – Peixe do dia frito com molho de chili doce (uns bolinhos fritos que são uma tentação – nós provámos o de espadarte e recomendamos) ou então pelo Pla – Meuk – Tod – Gratiam – Prik Thai – Lula frita com molho de  alho e pimenta (cada prato custa 22 euros).

Nas carnes a opção é o Nua – nam – man – hoi – Lombo de novilho grelhado com puré de beringelas e infusão de alho, essência de cogumelos e molho de ostras (o preço é de 25 euros).

Para terminar, os doces, à base de coco, tapioca e frutos exóticos: Khao – Niao – Nah – Sang – Kha –Ya – Arroz doce com leite de coco e creme de ovo, Tub – Tim – Krob – Castanha de água com pérolas de tapioca em xarope de coco e Coco, manga e arroz – Flã de coco com infusão de jasmim, manga e creme de arroz doce (9 euros cada uma).

Se preferir optar por um menu degustação tem dois à sua escolha: o Menu Degustação Contemporâneo – Restaurante EMO, a 75 euros por pessoa; e o Menu Degustação Tradicional – Restaurante EMO, para 2 pessoas, por 65 euros por pessoa.

O menu contemporâneo inclui Ovo perfeito (Ovo perfeito com frango picante e manjericão), Atum Phad Thai mas… Atum cru com aromas Phad Thai, Caril vermelho de pato – Peito de pato assado com líchias e caril vermelho Thai, Tom Yum Pla – Caldo ácido e picante com bacalhau e tubérculos baby, Granité – Gengibre e hibiscus, Nua – nam – man – hoi – Lombo de novilho grelhado com puré de beringelas e infusão de alho, essência de cogumelos e molho de ostras e a rematar: Coco, manga e arroz – Flã de coco com infusão de jasmim, manga e creme de arroz doce.

Já o menu Tradicional inclui Yum – Nuar – Yang – Salada picante de vazia de novilho grelhada com maionese de alho picante, Pla – Koong – Camarões picantes com vinagrete de pasta de chili, Gang – Phed – Koong – Caril vermelho com camarões, Mussaman –  Nua -Bochecha de novilho cozinhada lentamente em caril mussaman, Gang –  Gwio – Warn – Gai – Caril verde com frango, Sopa – Tom – Yum – Koong – Caldo picante com camarões e Tom – Kha –  Gai – Sopa de coco com galinha, Pla – Rhad – Prik – Peixe do dia frito com molho de chili doce (fantástica combinação entre o ácido e o doce), Pla – Meuk – Tod – Gratiam – Prik Thai – Lula frita com molho de alho e pimenta e a terminar Khao – Niao – Nah – Sang – Kha –Ya – Arroz doce em leite de coco com creme de ovo e Tub – Tim – Krob – Castanha de água com pérolas de tapioca e xarope de coco.

Senão gosta muito de arriscar e não aguenta bem o picante recomendamos os pratos frios e os de peixe ou as bochechas. Nas sobremesas, deixe-se levar, vai ver que vai gostar. Acompanhe com um vinho branco fresco, mas pouco frutado ou até mesmo um tinto encorpado – se optar pela carne.

Se for ao Tivoli Victoria ou estiver por lá perto, mas não for hora de jantar, vá na mesma e experimente as outras propostas do festival, de cariz mais leve. No restaurante Sensorial haverá um cantinho tailandês todos os dias ao pequeno-almoço; no Bartini, situado no lobby do hotel, a sugestão são tapas tailandesas acompanhadas pela tradicional cerveja tailandesa – Singha – ou um cocktail à base de rum tailandês, seja ele o clássico Mekhong ou o Chalong Bay.

Se ficou fã ou é fã e quer aprender a fazer estes pratos também o pode fazer, na quinta feira dia 28, pelas 16h00, no workshop Spice Spoon com o Chef Adtavorn Charoonpontithi, pelo preço de 20 euros, e inclui a preparação de uma entrada, um prato principal e uma sobremesa.

Um verdadeiro festival de sensações e cores, para ver e provar até domingo, em Vilamoura, no Algarve.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.