Teoria Das Três Idades No Teatro Nacional D. Maria II

O Teatro Nacional D. Maria II acolhe de 25 a 27 de janeiro, inserido no ciclo Recém-Nascidos, a peça Teoria das Três Idades. Dedicado às criações de jovens artistas portugueses, este ciclo, apresenta o monólogo Teoria das Três Idades, de Sara Barros Leitão. “Um mergulho no espólio do Teatro Experimental do Porto”.

A Teoria das Três Idades é o nome que se dá ao ciclo vital dos documentos. Partindo do arquivo do Teatro Experimental do Porto, abrimos gavetas, sacudimos o pó. Revisitamos recortes de jornal, telegramas, tabelas de ensaio, cortes da censura. Actas, contratos, relatórios de contas. Fotografias, gravações, programas de espectáculos… e, de repente, já não são só papéis. São histórias, são memórias, são pessoas. São sonhos por cumprir, são conquistas de vários anos. São divórcios, são casamentos, são beijos roubados na entrada do camarim. São vivos e mortos, são reais e imaginados. É um cruzamento entre o que lemos e o que imaginámos que aconteceu. É uma tentativa de recuperar a carta que não teve resposta. São aquelas vidas todas, que tal como um papel, também têm três idades.
Não temos a certeza de como aconteceu. Isto é uma colagem, uma apropriação, uma tentativa.

A Teoria Das Três Idades é uma criação Sara Barros Leitão, que também interpreta.

Em cena na sexta-feira, às 21h30, no sábado, às 19h30 e no domingo, às 16h30, o preço do bilhete é de 11 euros e pode ser adquirido no local.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.