Teatro Municipa São Luiz Arranca Nova Temporada Com A Dama Das Camélias

A temporada de 2019 /2020 do Teatro Municipal São Luiz, em Lisboa arranca a 6 de setembro com a Dama das Camélias, com encenação de Miguel Loureiro, e é o primeiro espetáculo de uma temporada em que continuamos a celebrar os 125 anos do São Luiz, seguindo sempre em frente. Há quem venha pela primeira vez e quem regresse, há estreias e reposições, há todo um conjunto de espetáculos e de artistas para descobrir.

Dama das Camélias estará em cena na sala Luis Miguel Cintra até ao dia 22 de setembro de 2019, quarta-feira, sexta-feira e sábado, às 21h00; quinta-feira, às 20h00, e domingo, pelas 17h30. O preço dos bilhetes varia entre os 12 e os 15 euros.

No dia 27 de setembro, pelas 21h00, para celebrar os 10 anos da Fundação Rui Osório de Castro, haverá um concerto solidário Rui Massena – SOLO, na sala Luis Miguel Cintra, numa noite dedicada à oncologia pediátrica (a receita de bilheteira será doada à Fundação). O preço dos bilhetes varia entre os 12 e os 22 euros.

De 27 de setembro a 13 de outubro de 2019 (quarta-feira, sexta-feira e sábado, às 21h00; à quinta-feira, às 20h00 e ao domingo, às 17h30) o espetáculo The Swimming Pool Party regressa ao São Luiz, na sala Mário Viegas, depois da sua estreia a 15 de fevereiro de 2018. Com encenação de Mónica Garnel e texto original de Ricardo Neves-Neves, a partir do universo de Agatha Christie, este espetáculo é também uma festa, onde espectadores e atores são testemunhas e cúmplices de um crime. Dress code: Cocktail. O espetáculo é para maiores de 12 anos e os bilhetes custam 12 euros.

De 10 a 20 de outubro de 2019 (quarta-feira, sexta-feira e sábado, às 21h00; quinta-feira, às 20h00 e domingo, às 17h30) estreia a peça O Dia do Juízo, de Ödön von Horváth, com encenação de Cristina Carvalhal, na sala Luis Miguel Cintra. 

De 1 a 3 de novembro de 2019 (sexta-feira e sábado, às 21h00 e domingo, às 17h30) estreia o novo espetáculo de dança Autópsia, de Olga Roriz, na Sala Luis Miguel Cintra. O preço dos bilhetes varia entre os 12 e os 15 euros.

De 1 a 10 de novembro de 2019 (terça, quarta, sexta e sábado, às 21h00, quinta, pelas 20h00 e domingo, às 17h30), na Sala Mário Viegas, está de regresso a peça de teatro Pedro e o Capitão, de Mário Benedetti, com encenação de Marta Carreiras e Romeu Costa. O espetáculo foi estreado a 23 junho de 2017, sendo para maiores de 14 anos. O preço dos bilhetes varia entre os 12 euros.

No dia 12 de novembro, às 21h00, tem lugar o Concerto do Prémio de Composição Bernardo Sassetti, na Sala Bernardo Sassetti. Prémio criado em 2016, e apresenta em estreia absoluta a obra vencedora da 3a edição do Prémio de Composição Bernardo Sassetti. O preço dos bilhetes tem um custo de 12 euros.

No dia 19 de dezembro de 2019, às 19h00, haverá a apresentação e lançamento do livro – São Luiz 125,na Sala Bernardo Sassetti. Com edição de Vanessa Rato, o livro apresenta uma viagem pelos 125 anos de vida do teatro lisboeta e o que se espera deste espaço, e o seu papel no futuro. 

Já em 2020, de 10 a 19 de janeiro (quarta, sexta e sábado, às 21h00, quinta-feira, às 20h00 e domingo, às 17h30), na Sala Luis Miguel Cintra, estreia a peça Sem Flores Nem Coroas, de Orlando da Costa, com encenação de Fernanda Lapa. O preço dos bilhetes varia entre os 12 e os 15 euros.

De 6 a 16 de fevereiro de 2020, na Sala Luis Miguel Cintra (quinta-feira, às 20h00, sexta e sábado, às 21h00 e domingo, às 17h30), estreia a peça A Reconquista de Olivenza, de Ricardo Neves-Neves e Filipe Raposo. O preço dos bilhetes varia entre os 12 e os 15 euros.

De 19 a 22 de março de 2020, pelo segundo ano consecutivo, o Teatro São Luiz volta a organizar o Festival de Jazz de Lisboa. Um programa de quatro dias, com concertos de músicos portugueses e estrangeiros, que procura estabelecer pontes com outros festivais de jazz do mundo e que dá especial atenção à formação de jovens músicos.

De 27 de março a 5 de abril de 2020 (quarta, sexta e sábado, às 21h00; quinta-feira, às 20h00; e domingo, às 17h30), na sala Mário Viegas, sobe ao palco a peça Bonecas, com direção artística de Ana Luena e José Miguel Soares. Para maiores de 14 anos. Os bilhetes custam 12 euros.

De 16 a 26 de abril de 2020 (quarta, sexta e sábado, às 21h00; quinta, às 20h00; e domingo, às 17h30), na sala Luis Miguel Cintra, estreia a peça As Bodas de Sangue, de Federico García Lorca, com encenação de António Pires. Este é um dos três espetáculos de Lorca que António Pires encena na Trilogia Dramática da Terra Espanhola, um ciclo que decorre em abril, em três palcos diferentes – Teatro do Bairro, Teatro São Luiz e Galeria Graça Brandão – e que é assegurado pelo mesmo elenco, como se de uma única obra se tratasse. O preço dos bilhetes varia entre os 12 e os 15 euros. (25 março a 12 abril – Yerma, Teatro do Bairro; 16 a 26 abril – As Bodas de Sangue, Teatro São Luiz; 25 março a 26 abril – A Destruição de Sodoma, Galeria Graça Brandão).

De 6 a 10 de maio de 2020, a Câmara Municipal de Lisboa promove a realização de um evento literário regular, de dimensão internacional, que celebra a língua, os livros, a literatura, as leituras e as livrarias em Lisboa. Nestes cinco dias da primeira edição do Festival Internacional de Literatura e de Língua Portuguesa, a cidade afirma-se como lugar de encontros, cruzamentos e acolhimento de grandes figuras do universo literário português e internacional.

No dia 16 de maio de 2020, às 21h00, na sua 26ª edição, o Festival Música Viva, com direção artística de Miguel Azguime, passa pelo Teatro São Luiz, trazendo música feita no presente com os olhos postos no futuro. O preço dos bilhetes varia entre os 12 e os 15 euros.

De 27 a 31 de maio de 2020 (quarta e sexta, às 21h00; e domingo, às 17h30), na sala Luis Miguel Cintra, no ano em que se celebra o 250.º aniversário de nascimento de Ludwig van Beethoven, a integral dos seus concertos para piano lembra-nos que o compositor foi também um grande pianista. Já em 2012 António Rosado tinha interpretado a integral das (trinta e duas) sonatas para piano de Beethoven. Agora, junta-se à Orquestra Metropolitana de Lisboa para enfrentar mais este desafio – Integral dos Concertos Para Piano de Beethoven.

E esta nova temporada termina com a estreia da peça A Vida Vai Engolir-vos, de Tónan Quito, que pode ser vista entre os dias 7 e 16 de julho de 2020.

PARA OS MAIS NOVOS

O Teatro São Luiz também preparou uma programação especial com novos espetáculos, oficinas e visitas, teatro, dança e música para os mais novos.

Para esta temporada 2019/20, uma turma do 1º ciclo da Escola Básica de São José e uma turma de alunos do 3º ano da Escola Superior de Educadores de Infância Maria Ulrich, irá participar no clube dos críticos do projeto O Público Vai Ao Teatro, que nos dias 7 e 8 de setembro, pelas 18h00, retoma o seu trabalho. A entrada é livre sujeita à lotação da sala, com levantamento de bilhetes no próprio dia a partir das 13h00 no limite de 2 por pessoa.

Destacando algumas das propostas, a nova temporada abre em setembro com um mergulho em reposições de espetáculos que sabemos terem deixado saudades: Oceano (21 e 22 de setembro), de Ainhoa Vidal, uma viagem poética e sensorial ao fundo do mar (os bilhetes têm um custo de 3 euros para as crianças e 7 euros para adultos); e as Antiprincesas, de Cláudia Gaiolas, Juana Azurduy e Clarice Lispector, que voltam a ocupar os jardins da cidade, no dias 14 e 15 de setembro e 28 e 29 de setembro (entrada livre).

Ainda em modo de celebração dos 125 anos do Teatro São Luiz e pela mão de Madalena Marques, refrescamos a nossa famosa visita-espetáculo Os Sapatos do Sr. Luiz, de 11 de outubro de 2019 a 9 de junho de 2020. A aventura prossegue, agora com novos pares de sapatos, os de Almada Negreiros e dos Técnicos, para contar a história deste teatro e dos que por cá passaram. O preço dos bilhetes tem um custo de 2 euros. Em estreia, temos Pareceu-me Ouvir Passos, uma versão destes Sapatos que toma conta da sala Mário Viegas, num espetáculo para ver e ouvir no escuro, com muita magia e poesia, entre os dias 22 e 29 de novembro de 2019.

A música regressa também aos Mais Novos. Filipe Raposo e Joana Gama voltam a ocupar as salas com duas propostas bem distintas. A primeira, numa relação com o cinema mudo de Charles Chaplin, Buster Keaton e Georges Méliès, referências da história do Cinema, com Um Piano Afinado Pelo Cinema, nos dias 15 e 16 de novembro de 2019. A segunda, a partir da vida e obra de Erik Satie – Eu Gosto Muito Do Senhor Satie, de 7 a 12 de janeiro de 2020.

De 7 a 10 de dezembro de 2019, e para quem quiser uma boa aventura, com muito mistério, suspense e humor, não pode perder The Night Watchman, os rituais e peripécias de um vigilante durante o seu turno da noite, da companhia holandesa Het Filiaal theatermakers, que pela primeira vez se apresenta em Portugal.

Porque há muito que nos interessa o que pensam e dizem os professores, em janeiro de 2020, entre os dias 23 e 26, estreia Professar, de Lígia Soares e Sara Duarte, criado após um laboratório de escrita que se prolongou por toda a temporada anterior. Salta agora para o palco o objeto artístico que resulta desse trabalho, uma proposta que pretende cruzar os públicos, para jovens e adultos.

Abordar as emoções também cabe no teatro, por isso, Inês Jacques e Rita Calçada Bastos mergulham nesse universo. A proposta das duas criadoras para os mais pequenos move-se entre o teatro e a dança, com a estreia de TRUC, entre os dias 3 e 9 de fevereiro de 2020.

Entre os dias 2 e 8 de março de 2020, cabe a Marta Bernardes a tarefa de nos contar histórias a partir de histórias, de nos dar a provar as suas deliciosas palavras, partindo do livro Os Figos São Para Quem Passa, da editora Planeta Tangerina. Uma viagem por sabores e sensações, numa leitura encenada para os mais novos.

Entre os dias 20 de abril de 20 de junho de 2020, Cláudia Gaiolas regressa com um novo ciclo de AntiPrincesas, desta vez, com histórias de bravas mulheres portuguesas que nos inspiram e mudaram a história do nosso país, como Carolina Beatriz Ângelo, a primeira portuguesa a poder votar.

De 11 a 24 de maio de 2020, o FIMFA LX – Festival Internacional de Marionetas e Formas Animadas chega à 20ª edição e, uma vez mais, escolhe o Teatro São Luiz como um dos seus palcos principais, associando-se à programação geral e à programação São Luiz Mais Novos. Sempre irreverente a criativo, o FIMFA LX apresenta criadores e espetáculos que se destacam na criação marionetística contemporânea, pela sua inventividade e qualidade técnica e artística. Programa a anunciar.

Chegados ao fim desta temporada, em junho de 2020, durante uma semana inteira, todas as salas do Teatro São Luiz vão ter uma programação especial dirigida às escolas e às famílias.

A programação completa pode ser vista aqui.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.