Teatro Romano Acolhe Testamento De Colm Tóibín

Até sábado é possível assistir à peça Testamento, a partir do texto do autor irlandês Colm Tóibín, pelo grupo Teatro Livre, no Teatro Romano em Lisboa, numa produção “extraordinária”.

A peça, que passou pela Broadway, onde gerou alguma polémica, devido à sua nova visão dos acontecimentos da Bíblia e conta no papel de Maria com a atriz Luísa Ortigoso, numa encenação de Beto Coville, com música (ao vivo) do italiano Davide Zaccaria.

E se Maria tivesse falado?
traz-nos um relato avassalador, num tom que oscila entre a ternura e a raiva, não de Maria, a figura bíblica, mas de Maria, a mulher, a mãe que viu, impotente, morrer o filho com uma violência desmedida. Um grito surdo de revolta, intenso e poderoso, que traz um novo olhar sobre uma das figuras mais trágicas da Bíblia.
A peça passa-se anos depois da crucificação e é-nos apresentada uma Maria que luta para quebrar o silêncio que rodeia o que ela sabe ter acontecido. No seu esforço para dizer a verdade sobre a morte brutal do seu filho, emerge lentamente como uma figura de imensa estatura moral, bem como uma mulher da História representada agora como totalmente humana. De uma narrativa secular sempre contada por homens, o espetáculo resgata o feminino, calado e abafado desde a antiguidade por um poder masculino instituído que ainda se reflecte nos dias de hoje.

Testamento está classificada para maiores de 12 anos e pode ser vista hoje e amanhã, às 21h00, no Teatro Romano, em Lisboa. As reservas podem ser feitas através do e-mail reservasteatrolivre@gmail.com, e os bilhetes estão à venda no local.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.