Teatro Nacional São João Apresentou Programação Até Dezembro 

A programação para o período entre Setembro e Dezembro do Teatro Nacional São João (TNSJ), Teatro Carlos Alberto (TeCA) e Mosteiro de São Bento da Vitória, no Porto, já é conhecida.

De 12 a 15 de setembro, o Teatro Carlos Alberto (TecA) acolhe a primeira edição do Colexpla – Festival Internacional de Exploração Sonora, com concepção e direção de Gustavo Costa e Patrícia Caveiro. Um festival coproduzido pelo TNSJ e Sonoscopia, que privilegiará áreas tão diversas como a expressividade musical através de novo  instrumentos, as novas formas de interatividade na improvisação, as contaminações entre composição e improvisação ou a instalação sonora como forma musical. Concertos, instalações sonoras, workshops e conversas compõem o programa do festival. O bilhete diário custa 10 euros e o passe para os quatro dias é de 30 euros.

De 19 a 23 de setembro, Imóvel, texto de Regina Guimarães, com concepção e direção de Hugo Cruz, vai acontecer fora das quatro paredes de um teatro, numa sala de reuniões de condomínio num qualquer prédio da cidade do Porto, um prédio igual a tantos outros, com moradores alheados e vizinhos ensimesmados, ilhas de solidão. De quarta a sexta-feira, pelas 21h00, no sábado, às 19h00 e no domingo, às 16h00, o custo do bilhete é de 10 euros.

Ter Razão, com texto e encenação de Ricardo Alves, sobe ao palco do TecA, de quarta, 26 de setembro, a sexta-feira, 28 de setembro, pelas 21h00, no sábado, às 19h00 e no domingo, às 16h00. Numa coprodução Ensemble e Teatro da Palmilha Dentada, a peça “anda às voltas com problemas de estacionamento, engarrafamentos monumentais e pessoas que se travam alegremente de razões. Fala-nos de ter razão, de não conseguir deixar de ter razão, de gostar de sofrer para ficar com a razão e, mais dramático ainda, de esticar o momento em que se tem razão para lá do razoável”. O preço dos bilhetes é de 10 euros.

No dia 28 de setembro estreia, no TNSJ, Otelo, de William Shakespeare, com tradução e versão cénica de Daniel Jonas e encenação de Nuno Carinhas. No palco até 13 de outubro, às quartas e sábados, às 19h00, quintas e sextas, às 21h00 e aos domingos, às 16h00, o preço dos bilhetes varia entre os 7,50 e os 16 euros. No dia 5 de outubro está agendada uma conversa pós-espetáculo.

No Dia Mundial da Música, 1 de outubro, o Mosteiro de São Bento da Vitória acolhe uma noite de Fados e Poesia Em Fio Breve o Coração, com direção musical de Miguel Amaral e direção cénica de Nuno Carinhas, é também o espetáculo de lançamento do homónimo disco de estreia de Miguel Xavier, jovem fadista de fulgurante percurso. O preço do bilhete é de 10 euros.

O TecA, de 10 a 14 de outubro, e o Mosteiro de São Bento da Vitória, nos dias 17 e 18 de outubro, são os espaços escolhidos para apresentação de três espetáculos que integram o FIMP – Festival Internacional de Marionetas do Porto. Frágil, Sweet Homes e Macbêtes: Les nuits tragiques são os espetáculos em cena, sendo os dois últimos em língua francesa, legendados em português.

De 11 a 13 de outubro, Fica no Singelo, com direção e coreografia de Clara Andermatt, é o espetáculo apresentado no Mosteiro de São Bento da Vitória.

De 18 a 28 de outubro, a peça Teatro, com texto, encenação e espaço cénico de Pascal Rambert, estará em cena no TNSJ. Uma produção do Teatro Nacional D. Maria II, “uma peça onde cabe todo o amor pelo teatro”, que conta com nomes como Beatriz Batarda, Cirila Bossuet, João Grosso, Lúcia Maria e Rui Mendes, no elenco. Às quartas e sábados, às 19h00, as quintas e sextas, às 21h00 e aos domingos, às 16h00, o bilhete varia entre os 7,50 e os 16 euros. A conversa pós-espetáculo está agendada para o dia 19 de outubro.

O espetáculo Display, com texto e encenação de Carlos J. Pessoa, sobe ao palco do TecA, de 24 a 28 de outubro. Uma autoavaliação do percurso do Teatro da Garagem ao longo dos seus quase trinta anos de existência. O preço dos bilhetes é de 10 euros.

Segue-se de 2 a 4 de novembro, Bella Figura, de Yasmina Reza, com encenação de Nuno Cardoso, também no TecA. “Uma noite que começa por prometer um jantar romântico e uma descontraída festa de aniversário, mas que acaba por descambar numa situação onde o verniz da civilidade estala para dar a ver um corpo social em adiantado estado de decomposição”. A peça, para maiores de 16 anos, tem um custo de 10 euros.

No dia 8 de novembro sobe ao palco do Teatro Nacional de São João, Do Alto da Ponte, de Arthur Miller, com encenação de Jorge Silva Melo. A história do estivador Eddie Carbone nas docas de Nova Iorque e da família que acolhe ilegalmente. A peça, para maiores de 12 anos, vai estar em cena até ao dia 25 de novembro e tem bilhetes entre os 7,50 e os 16 euros.

Trattoria Pirandello, “restaurante” onde são servidas em sequência – como num menu de degustação – três peças em um ato de Luigi Pirandello, três formas ou “refeições” breves, frugais, nutritivas, mediterrânicas. Começa com O Homem com a Flor na Boca – um lugar de espera e de passagem, a vida e a morte –, prossegue com o maravilhoso mundo para cá do espelho de Sonho (ou talvez não) e termina em chave cómica, na companhia do tratante Cecè, espécie de D. João à italiana. A peça, com tradução e encenação de Simão do Vale Africano, estará em cena no TecA, de 15 a 25 de novembro.

De 27 de novembro a 1 de dezembro regressa ao palco do TNSJ o espetáculo Comer a Língua, dirigido a crianças a partir dos 6 anos mas que na verdade se destina a todos os públicos, miúdos e graúdos, porque acredita na imaginação de todos os experimentadores sem idade. Com texto de Regina Guimarães e encenação de Catarina Lacerda. O preço dos bilhetes é de 10 euros, para adulto e 5 euros, para criança.

No dia 6 de dezembro estreia a peça Verdade ou Consequência, com direção artística de Gonçalo Amorim. Em cena até ao dia 16 de dezembro, de quartas a sextas, às 21h00, aos sábados, às 19h00 e aos domingos, às 16h00. “Com uma dramaturgia escorada pelo estudo e discussão de obras de autores como Marx, Agostinho da Silva, Vandana Shiva ou Donna Haraway, e, em particular, pelo seminal Manual de Instruções para a Nave Espacial Terra de Buckminster Fuller, Verdade ou Consequência interroga-nos sobre as transformações no modo como nos relacionamos, uns com os outros, com a natureza e com o mundo. Que escolhas fazemos? Que jogo jogamos nós afinal?”. O preço dos bilhetes varia entre os 7,50 e os 16 euros. No dia 7 de dezembro haverá uma conversa pós-espetáculo.

De 13 a 22 de dezembro, em estreia no TecA, a peça Uma Noite no Futuro, associa obras dramáticas de dois contemporâneos, ambos leitores das Escrituras e cultores da forma breve: Gil Vicente, o ilustre desconhecido que fundou o teatro português, e Samuel Beckett, um dos inventores do (impropriamente) designado “teatro do absurdo”. Dirigido por Nuno Carinhas, a peça conta com a interpretação de Alberto Magassela, João Cardoso, João Delgado Lourenço e Sara Barros Leitão. A conversa pós-espetáculo está agendada para o dia 14 de dezembro. O preço dos bilhetes custa 10 euros.

No dia 20 de dezembro, pelas 21h00, o TNSJ acolhe o concerto Veneza e os Limites da Moralidade, com direção de Marcos Magalhães e Marta Araújo.

Nota ainda para a conferência de Martin Crimp, no dia 8 de novembro, no TecA; o Colóquio Internacional Saber de Mim Sabendo das Coisas, uma homenagem aos 80 anos de Maria Velho da Costa, que passa pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto, no dia 12 de novembro e pelo TNSJ, no dia 13 de novembro, às 18h00, que conta no mesmo dias, pelas 21h00, com Meninas Exemplares, leitura encenada de textos de Maria Velho da Costa; as Leituras no Mosteiro, de 18 de setembro a 18 de dezembro, no Mosteiro de São Bento da Vitória.

Nota ainda para o lançamento do livro Otelo + Espírito da Terra · A Caixa de Pandora + Ivone, Princesa do Borgonha, no dia 6 de outubro, no Salão Nobre do TNSJ, pelas 16h00. E por falar em livros, a Poetria, livraria portuense exclusivamente devotada à poesia e ao teatro, passa a ocupar também o foyer do TNSJ, em dias de espetáculos.

Por fim, de destacar as visitas guiadas ao Mosteiro de São Bento da Vitória destacando-se na a Igreja de São Bento da Vitória o retábulo de talha da capela-mor, o magnífico órgão de tubos em talha e o coro alto, com os seus relevos narrativos da vida de São Bento. Da visita ao MSBV constam ainda o monumental Claustro Nobre, a sala do antigo Tribunal Militar, o Centro de Documentação do TNSJ e a exposição Noites Brancas.

A visita guiada ao TNSJ, projetado há quase cem anos por Marques da Silva, continua a incluir as suas salas de espetáculos e ensaios, camarins e áreas técnicas. O TNSJ abre portas de terça-feira a sábado, às 12h30, para um número não superior a 20 pessoas, com um custo de 5,00 euros por pessoa. O Mosteiro de São Bento da Vitória pode ser visitado de segunda-feira a sábado, às 10h30 e às 12h30, para um número não superior a 30 pessoas, com um custo de 5 euros por pessoa. Entrada gratuita para crianças até aos 10 anos, desde que acompanhadas por adultos. O bilhete conjunto para visita aos dois espaços é de 8 euros.

Os bilhetes estão à venda no TNSJ, TeCA, e online.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.