Teatro Nacional de São Carlos apresenta exposição dedicada a Niccolò Jommelli

exposicao_jommelli

Della Gloria, e Dell’Amor é o nome da exposição que pode ser vista até 10 de outubro, no Teatro Nacional de São Carlos, integrada na programação do Ano Jommelliano, e que já passou por várias cidades europeias, como por exemplo Nápoles.

A mostra insere-se nas celebrações europeias do tricentenário do compositor napolitano Niccolò Jommelli (1714-1774), e apresenta  vários documentos representativos do legado jommelliano em Portugal, nomeadamente libretos e partituras de óperas séria e cómica, serenatas e oratórias, documentos do repertório sacro, com a presença do célebre Requiem, uma das suas obras mais executadas em Portugal até ao início do séc. XX, e correspondência inédita, trocada entre os anos 1767 e 1768, quando reestabeleceu os contactos com a Corte de D. José I.

Um dos objetivos é contar uma parte da história da música do séc. XVIII em Portugal, e dar a conhecer uma época cultural ainda pouco conhecida, anterior à construção do Teatro São Carlos.

De realçar ainda a importância da obra do compositor, para o desenvolvimento da arte musical portuguesa, no período após o Terramoto de 1755, sendo que entre 1767 e 1780, nos teatros reais portugueses, foram executadas mais de 25 óperas, serenatas e oratórias do compositor, a maioria das quais para festejar importantes eventos da Corte.

A mostra pode ser vista diariamente  das 10h00 às 18h00 e os bilhetes custam 3,50 euros – a visita livre e 7,50 euros  a visita guiada. Ambos os bilhetes incluem visita às zonas públicas do Teatro Nacional São Carlos.

Texto de Elsa Furtado

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.