Teatro Da Garagem Leva À Cena Donald Trump E Os Bombons

Donald Trump e os Bombons é a peça que o Teatro da Garagem vai levar à cena de 23 e 26 de julho de 2020, no Teatro Taborda, em Lisboa.

A peça, marca o regresso da companhia aos palcos e assume-se como “um manifesto teatral sobre a falência da política”.

Donald Trump é, sobretudo, uma personagem, um símbolo perverso que se levanta contra a boa vontade e o empenho transversal de todos, independentemente do credo, cor ou ideologia. Trump, como máscara sem empatia e como paranóia egocêntrica, não é uma questão de esquerda ou direita. Trump representa a falência da política, a perigosa deriva da política para o teatro, para a assunção da política como um baile de máscaras sem escrutínio, sem avaliação, sem mérito, nem decência, distribuindo bombons em estado de adulação.
A personagem política Donald Trump não é, sequer, uma escolha, é, porventura, uma inevitabilidade civilizacional, a personificação do beco-sem-saída em que o Ocidente se encontra.
Após a hecatombe da peste, da fome e da guerra, que incendeia as ruas da América, que incendeia as almas inquietas, com dúvidas, é preciso recomeçar. É preciso retomar os ideais fundacionais do Ocidente, uma e outra vez: Liberdade, Igualdade, Fraternidade e um amor esquisito. Um amor esquisito por contraponto ao ódio reinante. Fazer de Donald Trump o motivo de um manifesto teatral é uma continuidade cívica, uma obrigação democrática e uma catarse necessária.

O texto e a encenação do espetáculo estão a cargo de Carlos J. Pessoa, com a
interpretação de Ana Palma e Rita Monteiro e acompanhamento musical de Daniel
Cervantes.

Donald Trump e os Bombons vai ter sessões de quinta-feira a sábado às 21h30 e ao domingo às 16h30.

Os bilhetes estão à venda no local e online e custam 8 euros.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.