Tábua Rasa no Teatro Camões

tabua_rasaEm estreia mundial, Tábua Rasa sobe ao palco do Teatro Camões no próximo dia 21 de maio, às 21h00.

Este novo projeto, que teve início em 2014, nasce da colaboração entre os criadores e bailarinos António Cabrita e São Castro |acsc| e Xavier Carmo e Henriett Ventura da Companhia Nacional de Bailado.

Com origem no latim, tabula rasa (tábua rasa) correspondia a uma tábua de cera onde nada estava escrito. A expressão era usada para descrever o vazio da mente ou um estado de espírito no qual tudo seria possível criar e escrever a partir da experiência adquirida.

A página em branco do escritor, a tela em branco do pintor, a pedra em bruto do escultor, a cena em branco para o intérprete, constituíram o ponto de partida de Tábua Rasa.

Tábua Rasa surge de um encontro de vários lugares comuns, de pessoas que se propõem decifrar uma linguagem nova, em forma de corpo, e as infinitas capacidades de o preencher.

Com co-produção da Companhia Nacional de Bailado/Vo’Arte, Tábua Rasa estará no Teatro Camões até 23 de maio.

Os bilhetes encontram-se à venda nos locais habituais e têm um custo de 15 euros.

Texto de Marta Plácido

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.