Splendor et Gloria – Cinco Jóias Renascentistas de Exceção em exposição no Museu Nacional de Arte Antiga

Screen Shot 2014-10-07 at 14.38.22A Sala do Tecto Pintado do Museu Nacional de Arte Antiga apresenta até 4 de janeiro do próximo ano a exposição Splendor et Gloria – Cinco Jóias Renascentistas de Exceção, um dos mais ambiciosos projetos do Museu que mostra o esplendor artístico da corte de Lisboa durante o século XVIII e o protagonismo de vários artistas excepcionais, como os arquitetos João Frederico Ludovice e Mateus Vicente de Oliveira, o escultor Joaquim Machado de Castro ou os joalheiros da coroa, Adão e Ambrósio Pollet.

Esta mostra apresenta pela primeira vez a junção de cinco peças de exceção: a Custódia da Bemposta, obra-prima da coleção do Museu, a Custódia da Sé – Patriarcal de Lisboa, o Resplendor do Senhor Jesus dos Passos (Lisboa), o Resplendor do Senhor Santo Cristo dos Milagres (Ponta Delgada) e o hábito grande das Três Ordens Militares (Palácio Nacional da Ajuda, Lisboa).

O Museu Nacional de Arte Antiga pretende consolidar os avanços da mais recente historiografia, já abordados no quadro da exposição “A Encomenda Prodigiosa da Patriarcal à Capela Real de São João Baptista” (núcleo do Museu de S. Roque), organizada em 2013 com a colaboração da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.

Splendor et Gloria Cinco Jóias Renascentistas de Exceção pode ser vista à terça-feira, das 14h00 às 18h00, e de quarta-feira a domingo das 10h00 às 18h00. Os bilhetes custam 6 euros.

Texto de Susana Sena Lopes

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.