Sintra Recebe 4ª edição do Festival Periferias

periferiasO Festival Internacional de Artes Performativas, Periferias, é recebido durante a primeira quinzena de março na Casa de Teatro de Sintra. A inauguração do evento realizou-se na passada terça-feira, dia 3 de março, e contou com a abertura da Exposição de trajes do Teatro Tradicional Tchiloli, de São Tomé e Príncipe, no antigo Museu do Brinquedo, onde também está a Feira do Livro de Artes Performativas.

O festival Periferias é promovido pela associação Chão de Oliva e tem na programação teatro, animação de rua, exposições, feira do livro, música ao vivo, workshops e tertúlias a vários espaços da vila.

O programa conta com várias peças de grupos de teatro internacionais e locais como a peça A Nova Aragem, uma coprodução da Companhia de Teatro de Sintra e do grupo moçambicano Lareira Artes, do Maputo; ou a peça Que Deus lhe dê em dobro, pelo Grupo Dragão 7 (São Paulo, Brasil); a Os Cinco Funerais de Pessoa, coprodução Lendias dEncantar (Beja)/Teatro Tierra (Colômbia)/Teatro DDos (Cuba); entre outras.

Entre 11 e 15 de março são levadas a cena Velhice, do Alma d´Arame (Montemor-o-Novo); Conversas Começadas, coprodução Companhia Teatro de Sintra/Cacau (São Tomé e Príncipe); As Veias Abertas da Humanidade- Memória de Amor e Guerra, do Teatro Art´Imagem (Porto); Lisboa Muda(vídeo-instalação), da Inestética Companhia Teatral (Vila Franca de Xira), e Trilogia Whitman – Capítulo II – Saudação, pelo Teatro Estúdio Fontenova (Setúbal).

O festival abrange também Queluz  no dia 7 de março com a apresentação das coproduções com o Lareira Artes no Teatroesfera, e abrange o Cacém  com a Cacau no Auditório António Silva  no dia 14 de março. O preço para assistir às peças em programação  é de cinco euros, a maior parte é aconselhada para maiores de 12 anos e têm inicio às 21h30.

Texto de Ana Rita Santos

 

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.