Samuel Úria Apresenta Marcha Atroz Ao Vivo Em Lisboa E Porto

É já no mês de março que poderá assistir a Marcha Atroz, o concerto com o mesmo nome do último trabalho de Samuel Úria. Em Lisboa, a 13, 14 e 15, no Auditório Carlos Paredes, e, a 21 e 22, no Passos Manuel, no Porto.

O cantor apresenta Marcha Atroz como um “conjunto breve de canções sobre o que não é breve. Este mini-álbum vem como brinde (no sentido de oferta, mas também no sentido de tchin tchin) das reedições em vinil dos meus 3 últimos álbuns. Tem, portanto, qualquer coisa paradoxal: ser um conjunto de canções inéditas mas que servem de retrospectiva. Está aí a locomoção atroz, uma viagem no tempo em passo de marcha”, contou Samuel Úria.

“São músicas sobre a oxidação dos bens e a oxigenação do Bem. São cantigas para que tudo se largue e nada se olvide. São palmadas na inacção, combustões espontâneas e canonizações instantâneas. Malhas de revolta e de Travolta. Na Marcha Atroz vergo-me ao protesto, vendo-me para peças, visto a pele do crooner salomónico, vou esconjurando o esquecimento. É um mini-álbum de retrospectiva, mas tem capa amarelada como um post-it para o futuro.”, adiantou ainda o músico.

Marcha Atroz foi publicado em Outubro de 2018 por ocasião da reedição em vinil dos discos Nem Lhe Tocava, O Grande Medo do Pequeno Mundo e Carga de Ombro. No formato físico apenas está disponível como oferta para os compradores de qualquer um dos títulos em vinil podendo, no entanto, ser adquirido (ou escutado) nas plataformas digitais de música. Inclui os temas “Ferrugem”, “Fusão”, “Mãos” e “Vem de novo” .

Os concertos serão diferentes dos habituais, apenas com a presença de Samuel na voz e na guitarra e Miguel Ferreira nos teclados, programações, omnichord, melódica, percussão, guitarra, coros. Serão concertos com a marcha atrás engrenada de olhos no futuro e com surpresas.

A digressão Marcha Atroz vai passar pelo Centro de Artes de Sines, a 26 de janeiro; no Auditório da AMAL na Lourinhã, a 16 de fevereiro; a 9 de março no Teatro Ribeiro Conceição em Lamego; no Auditório Carlos Paredes, em Lisboa, a 13, 14, e 15 Março; a 21 e 22 de março  no Passos Manuel no Porto; e a 30 de março nos Sons de Vez, Arcos de Valdevez.

Os bilhetes já se encontram à venda online e nos locais, com o preço único de 12,50 euros.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.