Sam The Kid Ao Rubro No Campo Pequeno Com Orelha Negra E Orquestra

Reportagem de Tânia Fernandes

Sam The Kid em Concerto
Sam The Kid

A noite de sexta feira foi tórrida no Campo Pequeno. Sam The Kid, apresentou-se em palco com Orelha Negra, Orquestra e muitos convidados. Pai, família, irmãos, “manos” e gente querida com quem quis partilhar o orgulho das suas raízes. Fomos todos Chelas por uma noite!

O recinto estava praticamente lotado. O calor que se fez sentir durante o dia, na rua, não aliviou à noite. Bem pelo contrário. A temperatura alinhou-se com os ânimos e a noite ficou na memória de todos os que lá estiveram.

Foram quase duas horas de concerto, que teve um aquecimento prévio. Dj Cruzfader, conhecido produtor de muitos rappers, abriu a noite.

Às 22h00, subiram a palco primeiro os vinte e quatro elementos de uma Orquestra dirigida pelo maestro Pedro Moreira. Seguiram-se os elementos de Orelha Negra: Francisco Rebelo, João Gomes, Fred Ferreira e DJ Cruzfader.

O concerto abriu com “Entretanto” e as palavras foram cantadas por um poeta. Somos apresentados mais tarde. É Napoleão Mira, o pai do artista. “Foi o meu pai que traçou o meu destino. Se não fosse ele, eu não estava aqui”. Um orgulho e sentido de pertença que se tornam comoventes.

O espetáculo revisitou a carreira daquele que é um dos artistas fundamentais do Hip Hop Nacional. E com ele vieram também nomes de colegas e amigos. Quem assistia, conhecia-os bem, e vibrou ao ritmo das letras. Mundo Segundo, Emicida, Gson e Slow J foram alguns dos convidados que ajudaram o músico a contar a história da sua vida. Os episódio mais felizes no bairro, as histórias que prefere não recordar e tudo isto envolvido pelo som afinado de cada um dos instrumentos. Já aqui referimos, recentemente, quão diferentes e especiais são estes concertos em que os músicos colocam em palco uma Orquestra. É como se multiplicasse, de forma exponencial, o valor do bilhete.

“Negociantes”, “Hereditário”, “Sofia”, “Poetas de Karaoke”, “Poetas 2” e “Sendo Assim” foram a reta final de uma noite quente e intensa.

A noite de 27 de maio marcou também o arranque da digressão. o rapper vai ainda passar pelo Porto, com um concerto na Super Bock Arena, a 8 de outubro. Mais datas e cidades serão anunciadas brevemente.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.