“Saison” Portugal / França 2022 Arranca Em Fevereiro

Foi apresentada no dia 18 de janeiro a partir de, em simultâneo e em direto, da Torre Eiffel, em Paris e do Palácio Nacional da Ajuda, em Lisboa, a programação da Temporada Cruzada Portugal – França 2022, que decorrerá de fevereiro a outubro de 2022, em 55 vilas e cidades portuguesas e 84 cidades francesas, com mais de 200 projetos, entre espetáculos, exposições, conferências, gastronomia e festivais, com temáticas diversas.

A divulgação da iniciativa contou com as presenças e intervenções do Ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros de Portugal, Augusto Santos Silva; Ministra da Cultura de Portugal, Graça Freitas; Ministro da Europa e dos Negócios Estrangeiros de França, Jean-Yves le Drian; Ministra da Cultura de França, Roselyne Bachelot-Narquin; Secretário do Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação de Portugal, Francisco André e o Secretário de Estado da Europa e dos Negócios Estrangeiros de França, Clément Beaune.

A Temporada Portugal – França 2022 é presidida por Emmanuel Demarcy-Mota e comissariada, em Portugal, por Manuela Júdice e, em França, por Victoire Di Rosa, que pontuaram a apresentação do programa, com os objetivos fundamentais e os principais eventos deste “intercâmbio cultural”.

O programa assenta em cinco eixos temáticos: Preservar o Ambiente; Sociedade inclusiva, igualdade de géneros; Juventude inovadora e empenhada; Laços de proximidade e intimidade e Criação contemporânea e Europa da Cultura, nas artes performativas, literatura, artes visuais, cinema, banda desenhada, património, entre outros.

A cerimónia de abertura, na Philarmonie de Paris, está agendada para o dia 12 de fevereiro, com um concerto da pianista Maria João Pires, acompanhada pela Orquestra Gulbenkian. No dia seguinte, o Théâtre du Châtelet, em Paris, é o palco do Mosaico de Vozes Lusófonas, «as artes de Portugal são celebradas com um enfoque especial nas novas vozes de língua portuguesa», das 10h30 às 22h00.

Em Portugal, a temporada é inaugurada no dia 16 de fevereiro, com a exposição O Esplendor, de Gérard Fromanger, no Museu Coleção Berardo – Fundação Centro Cultural de Belém. 

Nota ainda para o Foco Phia Ménard, no Teatro Municipal do Porto (TMP), de 18 a 26 de fevereiro, com «uma alargada programação que nos dará conta não só da sua mestria artística, cruzando dança, artes visuais, teatro e circo contemporâneo, como do seu compromisso pessoal, social e político com temas atuais da nossa sociedade». O TMP apresenta, aliás, nos meses seguintes, uma temporada francesa, com vários espetáculos. Também o Teatro Nacional São João, no Porto, o São Luiz Teatro Municipal  e o Teatro Nacional D.Maria II, entre outras salas, recebem espetáculos com foco em França, durante esta Temporada Cruzada.

Nas artes visuais, nota para a exposição Europa Oxalá, na Fundação Calouste Gulbenkian, de 3 de março a 22 de agosto, com «cerca de 60 obras de 21 artistas cujas origens familiares se situam nas antigas colónias». O MAAT acolhe, de 11 de março a 29 de agosto, a exposição Traverser La Nuit, coleção Antoine de Galbert, com «uma seleção de mais de uma centena de obras de artistas internacionais, de uma das mais importantes coleções privadas francesas: a coleção Antoine de Galbert, criador da Fundação La Maison Rouge.».

A Fundação de Serralves – Casa do Cinema Manoel de Oliveira acolhe, de 1 de abril a 331 de outubro, a mostra Retrospetiva Agnès Varda e o Museu Nacional do Traje recebe, de 3 de maio a 30 de outubro, a exposição Viver a Sua Vida. Georges Dambier e a Moda.

Parcerias, produções e coproduções darão vida a projetos, como “Imagine! – Contextile Bienal de Arte Comptemporânea; “Desenha-me, Lyon | Desenha-me, Amadora”; “Ecoqueerécho: Trocas Entre Os Rencontres In & Out E Queer Lisboa”, entre muitas outras atividades e iniciativas.

Destaque para as exposições cruzadas nos dois Panteões, em Paris e em Lisboa, de 15 de fevereiro a 14 de julho, o Panteão e o Panthéon «dominam a paisagem urbana, sobressaindo como um ponto de referência da cidade.» Com eixo cultural e foco no Património, nota ainda para exposições no Mosteiro da Batalha, Mosteiro de Alcobaça e Museu Nacional de Arte Antiga. De referir, que a Ala Richelieu, do Musée du Louvre, acolhe, de 10 de junho a 10 de setembro, a exposição L’Âge d’Or de la Renaissance Portugaise | A Idade de Ouro do Renascimento Português, dedicada «à pintura renascentista portuguesa, centrada em 15 obras provenientes do Museu Nacional de Arte Antiga».

Jornadas, Fóruns, Colóquios e Debates unem os dois países em torno do Oceano e das Ilhas, com projetos transdisciplinares e exposições.

Em França, Portugal será o país convidado em algumas iniciativas e festivais, como Lyon Street Food Festival; Food Temple; Portugal nas Bibliotecas Francesas ou Festival de Cinema de La Rochelle Cinéma (Fema), entre outros.

Pode conhecer a programação completa e descobrir os principais eventos veja aqui: Temporada Portugal-França 2022 (temporadaportugalfranca.pt) ou Saison France-Portugal 2022 (saisonfranceportugal.com).

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.