Safarka – Escape Game – Será Que Conseguimos Resolver O Mistério?

Reportagem de António Silva, Elsa Furtado, Marta Leão e Tânia Fernandes

Recebemos um email misterioso de George Fling a dizer que nos esperava na data e local combinado, para darmos início à nossa aventura.

E foi assim, envoltos em mistério, que nos dirigimos um sábado de manhã à Rua Coelho da Rocha, em Campo de Ourique, para mais um escape game, desta vez o Safarka.

O nosso desafio teve cerca de uma hora de duração e contou com a ajuda de um ator o tempo todo.

Sem revelarmos muito, o Safarka tem como ponto de partida a descoberta de uma pirâmide no subsolo da Somália, em 1990, e desafia-nos a encontrar várias gemas (pedras) escondidas nas várias salas do espaço e a resolver os desafios que se nos vão apresentando.

Ao contrário dos outros escape games que temos realizado este é mais “verdadeiro” e com desafios mais realistas que outros que se nos têm apresentado, com um grau de dificuldade 7.

Para realizar o desafio, que deve ser resolvido em equipa (de 4 ou 5 elementos), temos exatamente 60 minutos e obrigada a uma grande colaboração dos membros.

No final, o resultado foi surpreendente, mas valeu a pena.

O Safarka Escape Room foi desenvolvido por Rui Lopes e fica na Rua Coelho da Rocha, Nº 35 em Lisboa, e funciona sete dias por semana, das 9h30 às 21h30, é para maiores de 18 anos (no entanto é permitida a entrada a crianças a partir dos 12 anos, desde que acompanhadas por adultos). O custo é de 75 euros por grupo (até cinco elementos). As reservas são feitas online.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.