Menu de Inverno no Restaurante Aviz

Restaurante AvizReportagem de Tânia Fernandes

Neste caso, o repasto não foi feito à lareira. Mas a ideia do Chefe Cláudio Pontes começou exatamente aí: o lume, as brasas e o fumeiro serviram de inspiração à nova ementa de inverno do Restaurante Aviz. Sabores fortes, que aconchegam o estomago e ajudam a manter o corpo quente, para saborear num dos mais requintados e recatados espaços da capital.

Para começar, um Consommé de lavagante, ouriço e pérolas de sagu. Um caldo que surpreende pela utilização de ouriço, ingrediente que é uma verdadeira delicia. Seguiu-se outra das novas entradas da carta, uma explosão de cores e sabores com o Espadarte rosa fumado em cerejeira, batata doce e beterraba. Tempo e tranquilidade para apreciar todas as sensações que nos chegam às papilas gustativas antes de passar á fase seguinte que se anuncia como Do “rico” Oceano Atlântico e Mares do Norte: o Bacalhau em papelote com cheiros de brasa, sames e língua em feijão mungo. O papelote é aberto à vista do cliente e vai poisar num cenário de espuma, rodeado do feijão, previamente preparado.

O prazer de estar à mesa estende-se aqui a toda a envolvente,  que inclui a baixela Cristofle e o serviço Vista Alegre exclusivos do AVIZ, para além da forma cuidada como é servida toda a refeição. Do mar passamos para os Campos Lusitanos com um prato que apesar de receber alguns olhares reprovadores é absolutamente delicioso: Pombo bravo com Touriga nacional, cogumelos e marmelos.

A concluir, uma doce tentação: 100% chocolate que poderia ser a última fogueira a saltar, mas que nem nos passa pela cabeça pular! O verdadeiro sabor do cacau em diferentes formas e texturas. Com o café, chegaram uns bombons de ginja e os quadrados de marmelada, doces tradicionais aqui apresentados com toda a elegância. Pedro Freitas, é o pasteleiro do Aviz, que ficámos a conhecer no final da refeição. A criatividade e originalidade das suas propostas granjearam elogios. Dada a juventude, acreditamos que levará a doçaria nacional longe.

Integrado no Hotel, o lendário Restaurante AVIZ, que antes passou pelo Chiado, Amoreiras e Estoril, regressa com uma carta inspirada nas afamadas receitas originais que fizeram a sua reputação e abre-se a novas propostas, apresentando uma vasta oferta culinária, sempre com a cumplicidade de uma garrafeira criteriosamente selecionada.

O Restaurante Aviz abre diariamente para almoço das 12h30 às 15h00 e ao jantar entre as 19h30 e as 22h30.

 

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.