Red Bull Air Race Regressa Ao Douro Em Setembro De 2017

A mais conhecida competição internacional de aviões regressa a Portugal. O Porto integra, nos dias 2 e 3 de setembro, o calendário da Red Bull Air Race World Championship.

Portugal será o 6ª destino do calendário oficial agora divulgado. A corrida regressa assim às margens do rio Douro dez anos depois da estreia no país.

A Red Bull Air Race chegou a Portugal em 2007 e manteve-se no calendário até 2009. Durante esse período afirmou-se como o evento com maior presença de público de sempre: mais de um milhão de espectadores em dois dias.

Nesta edição, a competição segue os moldes originais, com qualificações num dia e corrida no outro. Reconhecida pela Federação Aeronáutica Internacional (FAI) como o Campeonato do Mundo da aviação desportiva, esta competição evoluiu significativamente nos últimos anos. Neste campo destaque para a existência de duas classes, uma para pilotos consagrados (Master Class) e outra para novos talentos (Challenger Class). É nesta última que se estreou no ano passado a primeira mulher a alinhar na Red Bull Air Race, a francesa Mélanie Astles. Ao todo são 23 pilotos em representação de 15 países, sendo o atual detentor do título o alemão Mathias Dolderer.

O calendário de 2017 destaca-se também pelo regresso da etapa norte-americana de San Diego e pela estreia da Capital russa dos desportos, Kazan. No total há oito etapas para cumprir. A temporada de 2017 arrancou a 10 e 11 de fevereiro em Abu Dhabi, onde se assinalou a 75ª corrida da Red Bull Air Race. Irá passar de seguida por San Diego (EUA), Chiba (Japão), Budapeste (Hungria), Kazan (Rússia), Porto (Portugal) e Lausitzring (Alemanha). A despedida tem lugar em outubro no circuito de corridas de automóveis de Indianápolis, nos Estados Unidos da América.

A Red Bull Air Race World Championship foi criada em 2003 e envolve os melhores pilotos do mundo numa pura competição de desportos motorizados que combina velocidade, precisão e destreza.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.