Recuperar E Renovar Tradições No Projeto Cultura Entre Pontes

Cultura Entre Pontes é um novo projeto de Sever de Vouga, que agora se inicia, com uma duração, inicial, de quinze meses, e que resulta de uma parceria, liderada por Sever do Vouga, com as participações dos Municípios de Oliveira de Frades, São Pedro do Sul e Vouzela, e a coordenação da Rudis.

O mote é simples, sublinhado nas palavras do Vice-Presidente do Município de Sever de Vouga, José Almeida e Costa, que cita Carlos Tê, «muito mais é o que une que aquilo que nos separa», imortalizadas no Primeiro Beijo de Rui Veloso. O Rio Vouga e as suas pontes, que unem estes quatro municípios, são o ponto de partida para «atividades e experiências artísticas e culturais inovadoras, associadas ao património cultural distintivo, onde o tradicional e o contemporâneo se irão cruzar».

A apresentação do projeto esteve a cargo do Vice-Presidente do Município de Sever de Vouga, José Almeida e Costa e das Vereadoras da Cultura dos Municípios de Vouzela, São Pedro do Sul e Oliveira de Frades, Carla Maia, Teresa Sobrinho e Clara Vieira, com nota final do Presidente do Município de Sever de Vouga, António Coutinho.

A iniciativa Cultura Entre Pontes nasce por estes dias, fruto do trabalho dos quatro Municípios, 100% financiada pelo Centro 2020, Portugal 2020 União Europeia através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional e com duração de quinze meses. Mas, são meses que se querem anos e anos que se querem décadas, com o início de um promissor projeto que pretende «preservar, promover e valorizar o património material e imaterial» destas regiões, com enfoque no canto polifónico, no megalitismo e no património industrial.
Pretende-se através de iniciativas como “Percurso pelas Pontes do Canto Polifónico”, “Património Com Vida”, “As Pontes Entre Nós” e “Voltas pelas Pontes da Nossa História”, «captar novos públicos, aumentar o fluxo turístico, bem como, promover e divulgar, nas vertentes artísticas, patrimonial, cultural e turística, os territórios».

Destaque para 32 visitas encenadas, com roteiro turístico e cultural, pela história e percursos dos Municípios, dinamizadas por oito associações teatrais locais; as projeções de videomapping em espaços de elevado valor patrimonial; a caderneta às voltas com a História; as oficinas de Canto Polifónico Feminino, a Call para formação de novos grupos de Canto Polifónico Feminino e ainda uma exposição sobre o canto polifónico.

É, aliás, o Canto Polifónico Feminino, cuja candidatura a Património Mundial da Humanidade está a ser ultimada, o tema central do projeto “Cultura Entre Pontes”, estando agendados múltiplos eventos, com vista a renovação de tradições, como a criação de uma oficina de Canto Polifónico Feminino em cada Município, com grupo de dez mulheres, sob direção artística de Paulo Pereira e aulas ministradas por cantoras profissionais, com espetáculos de apresentação agendados para agosto, dia 21 em Sever de Vouga e dia 22 em Vouzela e Setembro, dias 11 e 12 em Oliveira de Frades e São Pedro do Sul, respetivamente.

Nota ainda para o projeto As Pontes Entre Nós, cujo objetivo final será a criação de oito novas cantadas, por quatro músicos profissionais, tendo por base poemas de poetisas portuguesas e para grupos de quatro vozes, com espetáculos de apresentação para 2022, em data a definir.

Nesta interligação entre o tradicional e o contemporâneo, haverá ainda uma exposição de fotografia, com espólio de Michel Giacometti e Armando Leça, ao qual se irão juntar fotografias e vídeos recolhidos durante as oficinas e espetáculos da Cultura Entre Pontes.

As atividades e iniciativas do projeto podem ser acompanhadas nas páginas de Facebook e de Instagram oficiais do evento.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.