Quatro Cidades Da Região Norte Acolhem Festival Vaudeville Rendez-Vous

Barcelos, Braga, Guimarães e Vila Nova de Famalicão acolhem a 7ª edição do Festival Internacional Vaudeville Rendez-Vous, um festival focado na programação de circo contemporâneo, de 19 a 24 de julho. O festival, promovido pelo Teatro da Didascália, integra 13 espetáculos, entre estreias absolutas e estreias nacionais.

A programação conta não só com as 26 apresentações, de entrada gratuita, mas ainda quatro oficinas de criação dirigidas a todos os públicos, duas masterclasses orientadas para profissionais das artes, uma oficina dirigida a malabaristas e skaters e uma sessão de pitching entre criadores e programadores.

Destaque para a apresentação pública do projeto de cooperação europeu Circuslink – desenvolvido pela Archaos (Bienal de Circo de Marselha, França), Festival Dynamo (Dinamarca), Letni Letna (República Checa) e Teatro da Didascália (Portugal) –, no dia 21 de julho, às 15h00, no Jardim do Paço dos Duques.

As estreias absolutas Váld, utilizando múltiplos corpos e a desconstrução da técnica convencional de pinos, é uma exploração da transformação do foco individual em algo mais expansivo da companhia sueca Right Way Down, um coletivo de seis equilibristas, que utiliza o equilíbrio como pincel de pintura para se apoiar na destruição, decadência e renascimento e Do You Still Want to Dance With Me?, do INAC – Instituto Nacional de Artes do Circo, marcam esta edição do festival.

Nota ainda para os cinco espetáculos de origem francesa e espanhola que se estreiam em território nacional na sétima edição do Festival Internacional Vaudeville Rendez-Vous: Là-bas, trazido pela companhia francesa Compagnie Troubles Champêtres, é um espetáculo de circo contemporâneo que junta a escrita dramática com o circo ao ritmo da roda Cyr; Random, onde o francês Joel Martí e o espanhol Pablo Molina jogam com a linha que faz a fronteira com o perigo. Equilíbrio, contorção, corda bamba, dança, teatro e diálogos perturbadores criam uma história dificilmente credível; Baïna[na], o coletivo francês G. Bistaki volta a aproveitar o espaço público para elaborar um cenário social, sonhador e absurdo do nosso mundo contemporâneo; Wake Up! junta Contentin Diana e Leonardo Ferreira numa trajetória sem fim, um caminho linear e contínuo e com temporalidades distintas e Pulse, uma peça com uma coreografia radical que fará o coração bater.

Os espetáculos são de entrada gratuita e ocupam espaços ao ar livre, sendo, no entanto, necessário reservar os bilhetes, de forma a controlar as entradas e a lotação.

A programação completa e os horários podem ser consultados aqui.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.