Projeto Paião Apresenta-se Ao Vivo Em Lisboa E No Porto

O disco de estreia do projeto PAIÃO está disponível nas lojas em formato CD e nas plataformas digitais desde o dia 16 de novembro, mas a apresentação ao vivo deste trabalho só vai acontecer agora, com concertos a 1 de fevereiro na Casa da Música (às 23h00), no Porto; e a 2 de fevereiro no Capitólio (às 22h00), em Lisboa.

Composto por 10 temas, o álbum homónimo reflete a diversidade da obra de Carlos Paião e é uma homenagem ao músico e compositor português, neste ano em que se assinalam os 30 anos da sua morte. Sem esquecer clássicos como “Play-back”, “Pó de Arroz” ou “Vinho do Porto”, o disco reúne ainda as canções menos conhecidas pelo público, como por exemplo “Não há duas sem três” ou “Zero a zero”.

O projeto PAIÃO, que teve a sua primeira aparição pública na edição de 2018 do Festival da Canção, integra alguns dos nomes mais carismáticos do momento: João Pedro Coimbra (Mesa), Marlon (Os Azeitonas), Via, Jorge Benvinda (Virgem Suta) e Nuno Figueiredo (Virgem Suta, Ultraleve). Ao longo de um ano, o grupo trabalhou até encontrar a forma certa para fazer as canções surgirem com novos ambientes e novas roupagens. “Pó de Arroz”, o primeiro single, é a prova da reinvenção prodigiosa do cancioneiro de Carlos Paião.

Os bilhetes para os concertos encontram-se à venda nos locais habituais e custam 15 euros para a sala 2 da Casa da Música (dia 1 de fevereiro às 23h00) e para o Cine Teatro capitólio (dia 2 fevereiro às 22h00).

O álbum apresenta o seguinte alinhamento:

  1. Pó de Arroz
  2. Cinderela
  3. Não Há Duas Sem Três
  4. Souvenir de Portugal
  5. Vinho do Porto (Vinho de Portugal)
  6. Zero a Zero
  7. Play-Back
  8. Ga-Gago
  9. Canção do Beijinho
  10. O Senhor Extraterrestre
  11. Cinderela (Radio Version)

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.