Porque É Infinito Para Ver No Teatro São João

O Teatro Nacional São João (TNSJ), no Porto, acolhe no dia 1 de dezembro, às 19h00, a estreia da peça Porque É Infinito, com direcção artística de Victor Hugo Pontes, a partir de uma releitura do clássico de Shakespeare Romeu e Julieta, assinada por Joana Craveiro.

Com base numa pesquisa documental, afetiva e poética, que visa transportar este clássico até aos dias de hoje – um tempo de excessos adolescentes e de madrugadas longas –, Porque é Infinito entra nos quartos dos que vivem pela primeira vez o turbilhão de um “amor para sempre”. A peça ganha vida na singular linguagem coreográfica de Victor Hugo Pontes, onde o movimento dos corpos se mistura com a palavra, revelando-se também uma reflexão sobre a linguagem que usamos para definir um verbo – amar – que tomou muitas formas, ao longo dos tempos, e sobre o qual sabemos ainda tão pouco.

Em palco vão estar António Júlio, Benedito José, Inês Azedo, Ivo Santos, José Ferreira,
Luísa Guerra, Pedro Frias, Rui Pedro Silva, Santiago Mateus, Sofia Montenegro, e Vera Santos.

Esta é uma coprodução Nome Próprio, Centro de Arte de Ovar, Oficina/Centro Cultural Vila
Flor, São Luiz Teatro Municipal, Teatro Aveirense, e Teatro Nacional São João.

O espetáculo fica em cena no TNSJ, até 4 de dezembro, com récitas marcadas para as 19h00.

A récita do dia 3 de dezembro terá tradução em Língua Gestual Portuguesa e, no final, conta com uma sessão das Conversas com o Mestre.

Os bilhetes custam entre 7,50 e 16 euros e podem ser adquiridos online e no local.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.