Poema Tabacaria De Fernando Pessoa Adaptado A Ópera

A Inestética Companhia Teatral estreia no próximo dia 2 de novembro, no Palácio do Sobralinho, em Vila Franca de Xira, uma adaptação inédita para ópera do poema “Tabacaria” de Álvaro de Campos.

O Poema “Tabacaria”, escrito em 1928 e publicado em julho de 1933 na revista Presença, é considerado um dos poemas mais importantes do século XX por inúmeros escritores e ensaístas literários.

A estranheza da existência e a incompreensão do real são os temas centrais desta abordagem contemporânea a um dos mais belos poemas de sempre, escrito em 1928 por Álvaro de Campos, heterónimo de Fernando Pessoa.

Visão niilista ou uma “espécie de epopeia do fracasso absoluto”, como designou o pessoano Robert Bréchon, “Tabacaria” coloca em permanente diálogo duas dimensões opostas, que serviram de inspiração para a estruturação da obra musical e das suas texturas sonoras: a solidão interior do protagonista, lugar de pensamento, introspecção e devaneio, e a intrusão do universo exterior, observado através de uma janela para o mundo, aqui representado pela presença da voz feminina.

Tabacaria é uma ópera de câmara de Luís Soldado, conta com encenação de Alexandre Lyra Leite, direcção musical de Rui Pinheiro e interpretação de Rui Baeta (barítono), Inês Simões (soprano), Daniela Pinheiro (flauta), Catherine Stockwell (fagote), Magda Pinto (viola) e Sofia Azevedo (violoncelo).

O espetáculo, para maiores de 12 anos, sobe ao palco do Palácio do Sobralinho até ao dia 19 de novembro, de quinta a sábado, às 21h30 e aos domingos às 18h00. Os bilhetes têm um custo de 10 euros, com desconto 50% para jovens até 25 anos e podem ser adquiridos no local.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.