Planeta Publicou Perdidos No Quarteirão Espanhol

Chegado há pouco tempo às livrarias o livro Perdidos no Quarteirão Espanhol, da autora norte-americana Heddi Goodrich, com tradução de Ana Maria Pinto da Silva, com chancela da Editorial Planeta.

Este romance de estreia da professora e autora americana, em grande parte autobiográfica, “é uma intensa e íntima história de amor, por um homem e por uma cidade. Escrito originalmente em italiano, num exercício de amor e de inspiração numa língua que não é a sua”, a autora leva o leitor a um bairro decadente e boémio de Nápoles e às memórias do primeiro amor. 

Uma rapariga italiana em Nápoles, mas não uma rapariga qualquer. Heddi, estudante de Linguística no Istituto Universitario Orientale, não veio para um rápido passeio turístico, mas sim para uma incursão que a leva a possuir da cidade, da língua, do dialecto um conhecimento profundo, impressionante, que nasce da empatia, de uma necessidade de enraizamento e do entusiasmo da juventude.

Na companhia de um colorido grupo de estudantes de vários lugares, de outros cursos e eternos alunos Heddi vive no Quarteirão Espanhol, onde a vida nas casas antigas custa pouco, onde se mora em apartamentos periclitantes e nada seguros, que parecem esmagar-se uns aos outros, fugindo da multidão e dos becos indestrinçáveis, construções ilegais que surgem abrindo-se sobre o céu e o vulcão, em varandas e terraços onde é agradável assomar para tiritar de frio, fumar e discutir.

O amor por Pietro, estudante de Geologia, que vem da província, do interior da Campânia, filho de uma família de camponeses, antes emigrada tendo regressado mais tarde, gente ligada à terra por um vínculo obstinado, primitivo.

O livro, de 440 páginas, está à venda por 20,95 euros.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.