Pesqueiro 25: Uma Nova Geração De Marisqueira Que Vale Decididamente Visitar

Reportagem de Elsa Furtado (Texto e Fotos)

Cheira bem, cheira a Lisboa e cheira a verão e a maresia, mesmo para quem fica na cidade nesta altura do verão, a trabalhar ou de férias e quer sentir o mar perto. Passeios junto ao rio, refeições de peixe fresco grelhado, e mariscos são algumas das maneiras de viver e sentir o verão por quem anda pelas movimentadas ruas da Capital, e é sem dúvida alguma, que uma visita ao Pesqueiro 25, um dos mais recentes restaurantes da Capital, instalado na zona do Cais do Sodré, que se pode viver e experimentar esta sensação.

O espaço não está à beira rua, nem virado para o bulício da cidade, está antes “escondido” num primeiro andar de um prédio da carismática Rua Cor de Rosa (Rua Nova de Carvalho), no hotel 262 Authentic Suites. Em tempos zona de marinheiros e gentes com profissões ligadas ao rio e de caráter duvidoso, esta zona de Lisboa, agora reabilitada e renovada, acolhe alguns dos espaços de restauração mais apelativos e criativos do momento, como é o caso desde Pesqueiro, cuja casa original abriu em São Martinho do Porto, perto do mar.

Mas mesmo longe do mar, a qualidade e o que fazem deste espaço referências no mundo da restauração marisqueira mantêm-se. Aberto desde 25 de abril, o restaurante tem vindo a ganhar cada vez mais fama e clientela, e não é para menos, o menu é vasto e muito apelativo, sob a batuta dos Chefes João Diogo Mendes e César Lourenço.

O espaço não é muito grande (tem capacidade para 50 pessoas), mas é simples e sóbrio, forrado a madeira, onde ressaltam alguns elementos ligados ao mundo das tabernas antigas, como uma pipa, uma balança antiga, as mesas e os bancos e é claro um enorme aquário com mariscos, que não podia faltar numa marisqueira, e ainda uma lareira e uma parede pombalina, aqui harmoniosamente integrada na decoração.

De referir ainda que para além do cuidado com os pormenores, os responsáveis também tiveram cuidado com outras questões mais práticas, como a extracção dos fumos e cheiros da cozinha e a insonorização do espaço, de forma a não se ouvirem, por exemplo, as marteladas nos mariscos de casca dura, nos pisos superiores.Aqui, as estrelas são os mariscos, como não podia deixar de ser, mas também há outros acepipes, a compor a carta, desde sopa, ao Prego do Lombo ( a 9,25 euros), Prego de Atum Fresco em Bolo Caco, ao Bife do Lombo à Pesqueiro 25’ (21,35 euros), passando pelo Hamburguer Black Angus no Caco (a 12,25 euros) e pelo Pica Pau do Lombo, terminando nas sobremesas: pães-de-ló de Alfeizerão (de ovo, canela ou chocolate – é claro que aqui temos que destacar o de canela!), a 4,25 euros, a pescaria final com compota e bolacha, mousse de morango, caramelo e abóbora (a 3,25 euros/cada), há muito por onde escolher.

Mas voltando aos mariscos, convém referir que, aqui são frescos, vindos na maioria da lota (alguns até de Peniche) e que variam consoante a época. Na carta encontramos Camarão à Guilho (15,25 euros), Percebes da Berlenga ( a 82,25 euros/kg), Carabineiro grelhado (88,25 euros/kg), Caranguejos Reais (a 79,25 euros/Kg), Ostras, Bruxas do Mar, Búzios, Cavacos (a 97,25 euros/kg), Amêijoas, Berbigão e Navalhas, para além da tradicional sapateira recheada, e lavagante.

O truque para um bom resultado: “É a frescura dos produtos e os tempos de cozedura”, revelou o Chefe César Lourenço, aquando a apresentação à imprensa, salientando que “É importante não deixar passar os mariscos do ponto de cozedura, porque senão estes já não sabem da mesma maneira, tal como a sua cor”.

Entre os pratos estrela deste Pesqueiro 25 destacamos as Tábua de Marisco: Super Nova (64,25 euros) ou Super Nova Elite (94,25 euros); a Sopa de Lavagante com Ovas (6,25 euros), o Arroz de Lingueirão, (a 19,25 euros), o Arroz de Marisco (a 64,25 euros para 2 pessoas) e o  Arroz de Lavagante (76,25 euros, para 2 pessoas). Estes pratos estão disponíveis ao almoço e ao jantar.

Para acompanhar escolha entre um vinho nacional, verde, tinto, branco ou rosé, opções não faltam, ou então opte pela loura, gelada e despretensiosa cerveja de pressão.

Agora também disponível, de terça-feira a domingo, entre as 12h00 e as 15h00, está o brunch de marisco, que inclui Entradas do Pesqueiro 25 ( pão torrado, presunto de pata negra e o queijo seco, maionese e salada, ambas à Pesqueiro 25); e ainda Tábuas de marisco variado – como percebes, canilhas, sapateira, búzios, burrié, camarão da costa, camarão de Moçambique ou lagostins (que variam consoante a época e o dia);  e ainda petiscos como o Picadinho de Búzios com Camarão, o Camarão à la Guillo e as Amêijoas à Bulhão Pato. Nas bebidas há dois copos de vinho, duas imperiais ou dois refrigerantes por pessoa; água e café. Para finalizar, nas sobremesas, uma pescaria final ou fruta.

Sem dúvida um espaço agradável e moderno, que nos traz um novo tipo de marisqueira, mas onde o saber fazer não tem data.

O Pesqueiro 25 fica na Rua Nova de Carvalho  (no Cais do Sodré), 15, 1.º, 1200-161 Lisboa, e funciona de terça a domingo, das 12h00 à 1h00. As reservas podem ser feitas pelos telefones: 919245438 ou 916 781 281.