Que Perfeito Coração No Concerto Pela Associação Novo Futuro

SimoneA sexta edição do Concerto Por Um Novo Futuro voltou a mostrar que “ajudar foi mesmo um espetáculo”: pela celebração dos 20 anos da Associação Novo Futuro, pela moldura humana compôs o espaço da MEO arena, e pelo repertório de Amália – “Que Perfeito Coração” – desfilado nas vozes de António Zambujo, Filipa Cardoso, Maria Ana Bobone, Marco Rodrigues, Kátia Guerreiro, Ricardo Ribeiro, Gisela João, Simone e mestres das guitarras como José Manuel Neto, Micael Gomes, Nelson Aleixo, Pedro Castro entre outros.

Cada artista foi capaz de trazer o melhor de si, celebrando também o afeto que o fado encerra com temas do reportório de Amália. Não tendo chegado nem de lambreta nem de um trem da carris, António Zambujo arrancou com “Não Sei Porque Te Foste Embora” e “Rua do Capelão”. Filipa Cardoso fez jus à fadista castiça e com garra, atirando-se a um “Que Deus Me Perdoe” e “Vai de Roda”. Orgulhosa de homenagear a diva Amália ao mesmo tempo que contribui para a causa tão nobre, Maria Ana Bobone interpretou “Zanguei-me Com o Meu Amor” e “Noite de Santo António”.

Grato por celebrar 20 anos de solidariedade, a voz característica de Marco Rodrigues entoou “Acho Inúteis as Palavras” e “Senhor Vinho”. Kátia Guerreiro recordou os dois temas que marcaram o início da carreira: “Barco Negro” e “Amor de Mel, Amor de Fel”. Seguiu-se a “Entrega” e o “Grito” na voz poderosa de Ricardo Ribeiro.

Poderosíssima também na voz, veio Gisela João com “Naufágio” antes do apelo ao abanar a cesta para um meddley de malhões e viras que Amália também cantou. “Imensamente honrada por estar participando neste evento (…)”, nas palavras da própria, coube à brasileira Simone o encerramento do concerto com alma e sotaque num “Foi Deus” e num “Nem Às Paredes Confesso” partilhado com a plateia.

[satellite auto=on caption=off thumbs=on]

 

Passou depressa, sendo sinal de que uma noite bem passada parece pequena. Mas a generosidade é GRANDE e  “ajudar é um espetáculo”.

A Associação Novo Futuro é uma Associação de Lares Familiares para crianças e jovens Novo Futuro é uma instituição particular de solidariedade social fundada em 1996 (e a completar 20 anos). De âmbito nacional e sem fins lucrativos, tem como objetivo principal o acolhimento de crianças e jovens privados de ambiente familiar adequado, proporcionando o desenvolvimento humano a que têm direito, afeto, bem estar e privacidade, para além da educação para uma plena integração.

Reportagem de Madalena Travisco (Texto) e Joice Fernandes (Fotos)

 

1 Comentário

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.